Leal Junior : E Tenho Dito!

Educação vem de berço!

Publicado em: 04 de Maio de 2018
Fonte: Portal LJ

Meus Amigos e Minhas Amigas

 

 

Vocês já devem ter ouvido esta frase: "a educação vem de berço". Ela faz sentido para você?

 

Gostaria de propor uma reflexão hoje sobre este tema.

 

Quanto você acha que a educação tem influência no meio em que convivemos? Será que expressar-se educadamente, usando "por favor, "com licença", "obrigado", altera o ambiente em que você convive e as pessoas ao seu redor?

 

A minha opinião é que a educação também vem de berço!

 

É como a velha frase que diz "A palavra ensina, mas o exemplo arrasta", e ensinar pelo exemplo é um das formas mais eficazes das crianças aprenderem.

"Os filhos são verdadeiros reflexos dos pais."

 

Estou escrevendo sobre o assunto em função de uma cena que presenciei em um shopping de Palmas no feriado de 1º de Maio.

 

Uma criança de mais ou menos quatro anos, cinco no máximo promovendo uma tremenda algazarra em meio às mesas da praça de alimentação.

 

Gritava, corria, rolava no chão, enfim, fazia um baita de um escândalo incomodando as pessoas que se olhavam atônitas em função da passividade dos pais que não faziam absolutamente nada.

 

Até que um senhor foi até a mesa deles, e deve ter solicitado uma atitude, pois, à partir daí a "esculhambação" diminuiu.

 

Cenas como essa já observei muito em eventos tais como cultos em igrejas, solenidades, aniversários e vários outros locais.

 

De quem é a culpa?

 

Lógico que não é da criança que não tem ainda a percepção dos seus atos, a responsabilidade é dos pais que não tomam nenhuma atitude, alguns observam, e além de não fazerem nada ainda ficam sorrindo.

 

É preciso impor limites na educação dos filhos, o corretivo tem que ser dado nos primeiros anos, é necessário que a criança saiba desde cedo o que é certo e o que é errado, sob pena de se tornarem adultos mal educados, inconvenientes e etc...

 

Esse negócio de dizer "deixa pra lá, isso é da idade mesmo" não é correto.

 

Em função de estarem cada vez mais ausentes os pais se sentem culpados e não querem repreender a criança por não passarem muito tempo com ela gerando assim um comportamento vicioso.

 

Os filhos percebem e procuram tirar proveito disso.

 

Então, o que fazer?

 

Ser firme. Por mais que a culpa bata, os pais devem saber que os limites são essenciais na educação dos filhos e que são eles – os pais – que sabem o que é melhor para as crianças durante a infância.

 

Parece lógico, mas muitos pais têm dificuldades em colocar limites nas crianças e terceirizam essa função, seja para a escola ou para especialista.

 

Finalizando, é que todos nós devemos ficar atentos procurando educar nossos filhos respeitando os nossos limites e dos outros também.

 

Essa é a Minha Opinião!!!

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.