Leal Junior : E Tenho Dito!

Indelicadeza, no mínimo!!!

Publicado em: 06 de Novembro de 2018
Fonte: PORTAL LJ

Meus Amigos e Minhas Amigas,

 

Confesso que fiquei estarrecido ao assistir uma entrevista na TV feita com o presidente eleito Jair Bolsonaro, por um jornalista considerado de elite da comunicação brasileira.

 

Pois bem...

 

Primeiro, é bom que se diga, que a conversa foi na casa de Bolsonaro, Rio de Janeiro, onde recebeu seu entrevistador com educação e simpatia.

 

Entretanto...

 

Ao começar o papo, o comunicador fez questão de dizer que foi pego de surpresa, que não estava preparado para fazer o trabalho, como se nós, em nosso ofício, não tívessemos que ter um mínimo de preparo para cumprir pautas emergenciais, fato comum no jornalismo.

 

Além disso...

 

Passou a impressão para o telespectador menos atento, e não conhecedor do que são essas coisas, que sua emissora não seria organizada como deveria, afinal, bradar no ar que foi pego de surpresa, é no mínimo insinuar improviso, algo que não fica bem para uma das maiores emissoras de TV do Brasil, e o que é pior, dito por um funcionário.

 

Continuando...

 

Lá pelas tantas, já se aproximando do final do papo ao vivo em rede nacional, fez questão de sem a mínima necessidade, afirmar que não tinha "votado em Haddad, Bolsonaro, em ninguém"., como se vangloriasse, procurando demonstrar algo, que depois dessa ficou claro que não é.

 

Sabe aquele  tom de soberba, superioridade, como se todos fossem cheios de defeitos e pecados, e ele de tão puro, finaliza as últimas exigências para a  beatificação?

 

A pergunta é, porque tanta falta de delicadeza, respeito e consideração, por uma pessoa que abriu as portas de sua casa para recebê-lo? E sem obrigação, diga-se de passagem!

 

Falta de profissionalismo também!

 

Eu, por exemplo, quantas vezes entrevistei pessoas que pensavam exatamente contra o meu entendimento sobre um determinado assunto, políticos em quem não votei, mas, jamais cometi algo parecido.

 

O repórter e apresentador, esqueceu que não estava entrevistando o candidato mais, e sim, o presidente eleito Jair Bolsonaro.

 

Por essa e outras, é que filhos não respeitam mais os pais, funcionário não respeita chefe, aluno desrespeita professor, e por aí vai.

 

Não estou fazendo a defesa de Bolsonaro especialmente, poderia ser outro qualquer, independente de quem seja e do cargo que ocupa, a minha defesa é dos bons costumes.

 

Como tratar dessa forma alguém que abre suas portas para uma entrevista com toda boa vontade?

 

Alguns jornalistas do Brasil pensam que são mais entendidos, inteligentes e honestos do que todas as outras pessoas, e talvez, em nome disso, se acham com o direito de falar o que bem entendem, seja pra quem for e onde estiverem.

 

É preciso que calcem a tal "sandália da humildade!"

 

Essa é a Minha Opinião!!!

 

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.