Leal Junior : E Tenho Dito!

O termômetro das urnas!

Publicado em: 04 de Junho de 2018
Fonte: Portal LJ

Meus Amigos e Minhas Amigas,

 

Em tudo na vida devemos tirar e aprender lições, na política não é diferente.

 

O ronco das urnas deve ser ouvido e recebido como algo que serve de termômetro para avaliarmos como estamos, sabermos o que está se passando verdadeiramente ao nosso redor sem nos basearmos apenas nos comentários de quem é beneficiado pelo poder cuja função maior é apenas bajular.

 

Apurado os votos é hora de realizarmos uma avaliação criteriosa dos ganhos e perdas, avaliação essa executada por quem sabe realmente fazer a leitura da política, e não por aqueles que se recusam enxergar a realidade teimando em insistir em algo que pode não dar certo.

 

Esse filme eu já vi e alertei em épocas passadas não distantes.

 

Pois bem...

 

Fica bem claro em Miracema do Tocantins que o prefeito Moisés e seu grupo, diantes dos números que não mentem jamais, precisam mudar rápida e radicalmente a forma de trabalhar se quiserem melhorar a performace em eleições que virão, do contrário, cometendo os mesmos equívocos sofrerão ainda mais.

 

A expectativa de uma grande votação para Vicentinho Alves no município não foi correspondida.

 

Se pensava que o prefeito em decorrência de sua extraordinária votação quando ganhou a eleição municipal com mais de 80% dos votos, poderia entregar um melhor percentual ao seu candidato.

 

É bem verdade que houveram abstenções, votos nulos e tudo mais, entretanto, quando o time está motivado, todos vão à luta, ou, às urnas.

 

A situação se tornou preocupante, mas, entendo não ser catastrófica desde que Moisés faça correções de rumo.

 

É aquela coisa de ir para o vestiário no intervalo do jogo perdendo tendo que voltar para o segundo tempo com novo espírito.

 

Se preciso com mudanças, do contrário, a derrota será inevitável.

 

Acho que o prefeito deve pensar em mesclar sua administração com perfis políticos também; não tenho nada contra técnicos, pelo contrário, sou defensor de que a moeda que vale é o conhecimento, todavia, se não houver uma mistura de perfis, os votos não aparecem.

 

Votos são conseguidos por políticos, técnicos às vezes dão resultados administrativos nem sempre assimilados pelo povo e suficientes para manutenção de um projeto político duradouro.

 

Além de entender que em política também devemos aplicar a "política de resultados" , o prefeito Moisés deve pensar em priorizar mais em sua gestão situações claras que estão causando desgaste à sua pessoa e consequentemente à sua administração.

 

Será se vai aguardar o final do ano para corrigir falhas? Ou vai correr o risco de passar por mais duas situações desagradáveis em 24 de junho e 07 de outubro?

 

Moisés da Sercon é inteligente, competente e focado em fazer uma grande administração, disso não tenho dúvida, talvez o que esteja faltando é uma leitura mais realista dos fatos cujo recado as urnas mandaram nesse primeiro turno da eleição suplementar.

 

Essa é a minha Opinião!!!

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.