Pedro Albeirice : LETRAS & LETRAS

Leitura "Não-Dinâmica"

Publicado em: 05 de Outubro de 2018
Fonte: Ascom

"Fiz curso de leitura dinâmica e gostei muito", diz-nos sorridente um ami­go.

 

Nada tenho contra tais cursos, muito menos contra a chamada "leitura dinâmi­ca", a princípio. Na correria da vida, muitas vezes ela é necessária.

 

O tempo é exíguo e os cursos feitos à noi­te − e às vezes em outras ci­dades − exigem de nós uma leitura para a qual não temos tempo mesmo.

 

Mas hoje eu quero incentivar uma leitu­ra que, por falta de outro ter­mo, e para comparar com o método em tela, eu chama­rei de "leitura não-dinâmi­ca".

 

É preciso buscar e encontrar tempo para resgatar muitos valores perdidos no tempo. Resgatar tempo para conversar com o cônjuge, para sentar e brin­car com os filhos, para to­mar um refrigerante com seu adolescente, para visitar os amigos, e assim por diante.

 

E é preciso resgatar o hábito da leitura. Não somen­te para os adolescentes. Es­tou falando com os adultos, também.

 

É preciso sentar e ler, ler com gosto. Mais do que ler as notícias dos jornais, "perder tempo" com poesia, com aventura, com a emoção da vida que desfila nas pági­nas dos livros.

 

Observaram a expressão "perder tempo", entre aspas, no parágrafo anteri­or? É proposital. Eu sei que, para muitos, ler é como per­der tempo. Ainda mais se os textos forem os chamados "literários"!

 

Pois o meu convite é para essa atividade solitária. Assuma um compromisso consigo mesmo, reserve um tempo para ler.

 

E se o pro­blema é a sugestão de livros interessantes, deixe comigo! Estou aguardando o seu contato, pedindo meu apoio. Combinado?

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.