Dois raros leões brancos nascem em santuário francês de proteção animal

Nala e Simba nasceram no final de julho, mas apenas neste domingo (11) a associação 'Caresse de tigre' divulgou as fotos dos filhotes. A espécie, endêmica do sul da África, quase entrou em extinção.

Publicado em: 12 de Agosto de 2019
Foto Por: Lou Benoist/AFP
Autor: G1
Fonte: G1
Os dois filhotes receberam o nome de Nala e Simba, e nasceram no final de julho

Dois raros leões brancos nasceram em 28 de julho no santuário "Caresse de tigre", no nordeste da França. A agência France Presse informou neste domingo (11) que essas fofuras foram batizadas em homenagem ao casal protagonista do filme O Rei Leão, Nala e Simba.

Animais da Amazônia são protagonistas em ‘versão brasileira’ de O Rei Leão

O santuário ocupa 300 hectares da área de floresta da cidade de La Mailleraye-sur-Seine, e é gerenciado por dois ex-artistas circenses. Atualmente, segundo o site da associação, eles acolhem doze grandes felinos no espaço que margeia o rio Sena.

Por enquanto, os animais vivem com os proprietários e já são amigos dos cachorros do casal. Veja o vídeo dos filhotes em uma rede social:

Espécie em extinção

De acordo com a entidade Proteção Global do Leão Branco, a maior parte destes animais vivem hoje em cativeiro. O grupo estima que há menos de treze indivíduos da espécie soltos na natureza, onde são valiosas presas para caçadores.

Zoológico do Iraque exibe filhote raro de leão branco

Os leões brancos são uma mutação genética única das áreas dos Parques Nacionais Timbavati e Kruger do sul da África, e estiveram tecnicamente extintos durante ao menos doze anos até serem reintroduzidos à vida selvagem em 2004.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.