Grande São Paulo registra ao menos três ataques a transexual e travestis em duas semanas

Levantamento do G1 identificou ataques nos dias 4, 10 e 13 de maio, respectivamente, em São Paulo, Diadema e Guarulhos.

Publicado em: 18 de Maio de 2019
Foto Por: Jorge dos Santos/TV Globo
Autor: Kleber Tomaz, G1 SP — São Paulo
Fonte: G1
Suspeito de matar a transexual Larissa Rodrigues é preso

A Grande São Paulo registrou ao menos três ataques a uma transexual e três travestis em duas semanas, aponta levantamento feito pelo G1.

As vítimas foram atacadas em Indianápolis, na Zona Sul de São Paulo, Diadema e em Guarulhos. Duas delas morreram e outras duas teriam ficado feridas.

Um outro caso foi registrado na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, e apontado pela polícia como "morte suspeita". Testemunhas dizem que briga entre as travestis resultou na morte de uma delas.

1º Crime: São Paulo

No último dia 4 deste mês, a transexual Larissa Rodrigues da Silva, de 21 anos, foi morta a pauladas em uma rua da Zona Sul de São Paulo.

Uma testemunha contou à polícia que estava com a vítima na Alameda dos Tacaúnas quando um motorista não identificado quase as atropelou. Depois, o homem retornou com o carro, desembarcou carregando um pedaço de madeira e golpeou Larissa.

Jonatas Araújo dos Santos se apresentou a Polícia Civil e foi preso como o suspeito do crime. O caso havia sido registrado como homicídio no 27º Distrito Policial (DP), Campo Belo.

O Ministério Público (MP), no entanto, acusou Jonatas por feminicídio, que é o matar uma mulher simplesmente por não gostar do sexo feminino. Larissa era uma mulher transexual.

A Justiça aceitou a denúncia do MP e o acusado se tornou réu no processo, permanecendo preso preventivamente até seu eventual julgamento pelo crime.

2º Crime: Diadema

Na madrugada do dia 10, uma travesti foi encontrada morta com sinais de esganadura num motel em Diadema, no ABC Paulista. Um homem foi preso por suspeita de cometer o assassinato.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o homicídio ocorreu às 7h43 no Motel Kankun, localizado na Avenida Presidente Kennedy.

A vítima, que estava sem documentos de identificação, foi encontrada sem vida. O caso foi registrado como assassinato no 1º Distrito Policial (DP) da cidade, que irá apurar o motivo do crime.

3º Crime: Guarulhos

Na quarta-feira (15), o motorista de um carro atacou duas travestis que faziam programa na esquina da Rua Sete de Setembro, Centro de Guarulhos. O condutor do carro fugiu com o automóvel após o corrido.

ataque foi filmado por uma câmera de segurança. Ela mostra o motorista discutindo com as travestis e depois avançando sobre elas.

Não há informações se as vítimas foram atingidas pelo veículo ou se ficaram feridas.

O caso, inicialmente registrado no 1º Distrito Policial (DP) como “lesão corporal culposa” foi modificado para “tentativa de homicídio”. O suspeito de jogar o carro em direção às travestis foi preso pela Polícia Civil na noite desta sexta-feira (17).

O motivo do crime será apurado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.