Abate de bovinos cresce 1,9% no Tocantins, que ocupa 7º lugar no ranking nacional; foram 265,2 mil animais no 2º trimestre

Números divulgados pelo IBGE sobre a produção do 2º trimestre do ano, comparando a igual período do ano passado, mostram uma alta de 1,9% no abate de bovinos no Tocantins. Foram 265,2 mil cabeças, o equivalente a 66,8 mil/toneladas. Frango e leite ta

Publicado em: 17 de Setembro de 2019
Foto Por: Lenito Abreu / Adapec
Autor: ​Vania Machado DE PALMAS (TO)
Fonte: Norte agropecuário
O abate de 265,2 mil cabeças rendeu 66,8 mil/toneladas, uma alta de 8,1%.

Com alta de 1,9%, o Tocantins está em sétimo no ranking brasileiro de abates de bovinos, comparando os segundos trimestres de 2018 e de 2019, tendo abatido 265,2 mil cabeças, o equivalente a 66,8 mil toneladas (alta de 8,1%).

 

O Tocantins está atrás apenas de estados como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rondônia, Paraná e Bahia. Os números constam em estudos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram analisados pelo Norte Agropecuário. 

 

Leia mais sobre os números do IBGE

Com altas que variam de 1% a 7,2%, indicadores da pecuária brasileira crescem em relação ao 2º trimestre do ano passado

 

Na região Norte, o Tocantins ocupa a terceira colocação atrás do Pará, que mesmo com queda, registrou abate de 592.908 mil cabeças (-9,7%), o equivalentes a 150,1 mil/toneladas (-8,2%), e Rondônia que é o primeiro da região, com abate de 603,8 mil cabeças (alta de 4,9%) que é igual a 146,2 mil/toneladas (alta de 7,5%).

 

Entre os estados do Matopiba, o Tocantins fica atrás apenas da Bahia que apresentou abate de 293,2 mil cabeças, que resultou em 72,9 mil/toneladas. O desempenho do Maranhão foi 168,7 mil cabeças, o equivalente a 41,2 mil/toneladas. Já o Piauí apresentou um abate de 32,9 mil cabeças, que resultou em 6,3 mil/toneladas.

 

Frango

 

Quando o assunto é abate de frangos, o Tocantins figura em segundo na região Norte. No segundo trimestre de 2019 foram abatidos 3,949 milhões de aves com um peso total de 9,3 mil/toneladas. Rondônia aparece em terceiro com 3,948 milhões de aves (10,2 mil/ton) e o Pará lidera com 17,6 milhões de aves e um peso total de 48,9 mil/toneladas.

 

Em comparação aos estados do Matopiba, Tocantins fica atrás apenas da Bahia que teve 27,2 milhões de aves abatidas (71,5 mil/ton); estando à frente do Piauí com 2,2 milhões de aves abatidas (4,4 mil/ton) e do Maranhão com pouco mais de 457 mil aves abatidas (1 mil/ton).

 

Leite

 

Na aquisição e industrialização do leite, o Tocantins também é o terceiro da região Norte, com 32,9 milhões de litros, atrás do Pará com 63,1 milhões/litros e de Rondônia com 138,5 milhões/litros.

 

No Matopiba, o Tocantins novamente fica atrás apenas da Bahia (117,6 milhões/litros) e à frente dos estados do Maranhão (16,9 milhões/litros) e Piauí (3,9 milhões/litros).

 

Brasil

 

No 2º trimestre de 2019, as principais atividades da pecuária cresceram em relação ao mesmo período de 2018: houve altas de 3,5% no abate de bovinos (8,04 milhões de cabeças), de 5,2% de suínos (11,39 milhões de cabeças) e o de 3,4% de frangos (1,42 bilhão de cabeças), bem como na aquisição de leite com alta de 6,9% (5,85 bilhões de litros) e de 1% de couro (8,39 milhões de peças de couro).

 

A produção de ovos, por sua vez, cresceu 7,2% e bateu o recorde da série histórica, iniciada em 1987. Foram produzidas 942,45 milhões de dúzias de ovos de galinha no 2º trimestre de 2019. (Com informações da Agência de Notícias IBGE)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.