Adapec e parceiros definem calendário de recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos

O projeto de recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos atenderá pequenos produtores rurais de 14 municípios tocantinenses.

Publicado em: 24 de Maio de 2019
Foto Por: Divulgação Adapec
Autor: Welcton de Oliveira/Governo do Tocantins
Fonte: Ascom
Adapec RI Bico do Papagaio

 Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), a Central de Silvanópolis dirigida pela Associação dos Revendedores de Insumos Agropecuários de Porto Nacional (AREIA), Central de Pedro Afonso administrada pela Associação das Revendas de Insumos Agropecuárias do Médio Norte Tocantinense (ATRIA) e a Central de Imperatriz – MA conduzida pela Associação do Comércio de Insumos Agropecuários da Região Tocantina (ACIART), definiram o calendário de recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos deste ano, no Tocantins.

 

Já foram deliberadas as datas de recebimento em 14 municípios tocantinenses. Outros 6 municípios também deverão ser beneficiados em datas a definir.

 

O projeto tem como objetivo atender os pequenos agricultores rurais, em regiões onde os pontos de devolução de embalagens vazias de agrotóxicos estão distantes. Esta ação vem facilitando a vida dos produtores rurais tocantinenses e contribuindo para a retirada desse passivo do campo.

 

A primeira edição deste ano, terá início no próximo dia 5 de junho, no município de Miranorte e segue neste semestre nos municípios de Porto Nacional (Projeto São João), Dianópolis, Araguatins, Augustinópolis, Buriti do Tocantins, Axixá, Ananás, Riachinho, Sítio Novo, São Miguel e Aguiarnópolis.

 

A Adapec realiza um trabalho de sensibilização junto aos produtores rurais destes municípios para que façam a devolução das embalagens "A Adapec já está realizando junto aos pequenos agricultores rurais e escolas rurais um trabalho de divulgação desta ação e ao mesmo tempo conscientizando sobre a importância de devolver as embalagens, formas corretas de armazenamento, uso de equipamento de proteção individual e cuidados no manuseio e aplicações dos produtos", disse o gerente de Avaliação da Adapec, Carlos Cesar Barbosa.

 

Para o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, o projeto de recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos está consolidado no Tocantins por oferecer aos pequenos produtores rurais uma oportunidade de devolver suas embalagens de maneira correta e segura.

 

As embalagens devolvidas nos munícipios da região do bico do papagaio serão destinadas para a central de Imperatriz – MA que é a responsável pela região. Os demais munícipios serão atendidos pelas centrais de Pedro Afonso e Silvanópolis.

 

Devolução de embalagens vazias de agrotóxicos no Tocantins

 

Segundo dados do Inpev, em 2018 foram devolvidas no Tocantins, cerca de 763 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos. Já as ações de recebimento itinerante no Tocantins foram realizadas em 17 municípios, com devoluções de 17.899 embalagens, beneficiando diretamente cerca de 460 pequenos produtores rurais.

 

As instituições envolvidas no projeto acreditam que haverá um aumento no número de embalagens devolvidas nas edições dos Ris deste ano, uma vez que vem crescendo ano a ano, o número pequenos produtores rurais sensibilizados com a causa principal do projeto  

 

Calendário

  • Miranorte: 05 de junho
  • Porto Nacional – Projeto São João: 12 de junho
  • Araguatins: 17 de junho
  • Augustinópolis: 18 de junho
  • Dianópolis: 19 de junho
  • Buriti do Tocantins: 19 de junho
  • Axixá do Tocantins: 24 de junho
  • Ananás: 25 de junho
  • Riachinho: 25 de junho
  • Sítio Novo: 26 de junho
  • São Miguel: 26 de junho
  • Aguiarnópolis: 28 de junho
  • Araguaçu: 24 de agosto
  • Divinópolis: 13 de setembro

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.