Governo do Tocantins promove 2º Seminário sobre a retirada da vacinação contra a febre aftosa

Encontro discutirá com a cadeia produtiva pecuária o plano estratégico que visa à retirada da vacinação antiaftosa até 2021

Publicado em: 26 de Abril de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Dinalva Martins-Governo do Tocantins
Fonte: Ascom

A retirada da vacinação contra a febre aftosa envolve uma série de medidas previstas no Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) 2017-2026, que prevê a retirada da vacinação no Tocantins até 2021.

 

 Para sanar dúvidas sobre o todo o processo, a Agência de defesa agropecuária (Adapec) realizará o 2° Seminário do Plano Estratégico do Tocantins Livre de Febre Aftosa Sem vacinação, na segunda-feira, 29 de abril, no Tatersal do Sindicato Rural, em Araguaína.

 

O evento é direcionado a cadeia produtiva pecuária (produtores rurais, empresários, profissionais da área, entre outros).

 

Na oportunidade será apresentado um histórico de combate à doença e o controle de trânsito entre os estados que fazem divisa com o Tocantins e, que, portanto, retirarão um ano antes à vacinação, ou seja, em 2020, a exemplo do Maranhão, Pará e Piauí.

 

"Será uma grande oportunidade dos participantes sanarem dúvidas e entenderem todas as ações que já estamos realizando e as que ainda precisarão ser efetivadas com a colaboração de todos os envolvidos", disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

 

A transição da retirada da vacinação causará mudanças no trânsito de animais entre os estados que fazem parte de blocos diferentes, por um período previsto de dois anos. "É extremamente importante todos estarem atentos pra entender as mudanças, que poderão não agradar no primeiro momento, mas que depois de passarmos dessa fase será a garantia para evolução sanitária, abertura de novos mercados e crescimento econômico," explica o palestrante e responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires.

 

Na programação terá ainda palestra sobre o PNEFA, que será proferida pelo auditor fiscal federal da Superintendência Federal da Agricultura(SFA/TO), Luís Eduardo Cardoso e mesa redonda.

 

Parceiros

 

O evento conta com o apoio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro); Sindicato Rural de Araguaína; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Fundo Privado de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Tocantins (Fundeagro) e o Sistema Fieto e Sistema Faet/Senar. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.