Análise: Corinthians precisará de alternativas ofensivas após ser surpreendido pelo Fluminense

Timão segue com boas chances na Sul-Americana, mas terá de produzir mais no Maracanã

Publicado em: 23 de Agosto de 2019
Foto Por: Marcos Ribolli
Autor: Ana Canhedo — São Paulo
Fonte: Globo Esporte
Vagner Love em lance no primeiro tempo

empate sem gols manteve o Corinthians com boas chances de classificação à semifinal da Copa Sul-Americana, mas o time precisará achar alternativas ofensivas para o jogo de volta contra o Fluminense, na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã, para avançar.

 

Principalmente por não saber o que esperar do Fluminense. Sem Fernando Diniz e com o auxiliar Marcão no banco de reservas, o time carioca surpreendeu o Timão nos primeiros 30 minutos de jogo, com boa chegada ao ataque e uma marcação muito bem postada em duas linhas na defesa.

 

Para o jogo de volta, o Tricolor já estará sob o comando de Oswaldo de Oliveira. Assim, para o Corinthians, como já foi no jogo de ida, é difícil saber o que esperar na partida decisiva.

+ Leia mais notícias do Corinthians

 

O jogo

 

O Corinthians precisou de mais de 30 minutos para entender e reagir ao jogo do Fluminense. O time carioca se postou com duas linhas próximas na defesa, dificultando o encaixe do passe do Timão no campo de ataque.

 

Com uma marcação forte em cima de Pedrinho, Fagner e Júnior Urso, linhas encurtadas na defesa e boa chegada ao ataque, principalmente pelas alas, o Fluminense irritou e tirou do Corinthians justamente sua principal arma: o lado direito.

 

– Eles fizeram uma linha de cinco fechando todas as possibilidades. Lógico, quando você enfrenta o Corinthians, tem de marcar o lado direito. O Fluminense tinha uma proposta, fez o que pretendia, nós sofremos um pouquinho. Tentamos, mas precisávamos ser mais organizados e melhor tecnicamente – explicou Carille.

 

Em noite apagada, Vagner Love teve muita dificuldade para segurar a bola no campo de ataque. Sem sucesso no pivô, viu várias bolas escaparem de seu domínio.

 

A partida melhorou a partir do momento em que Fagner cresceu no jogo. Se esteve muito bem marcado no primeiro tempo, o lateral achou mais espaço para jogar na etapa final. Mesmo sem tanta velocidade na transição, tirada pelo próprio Fluminense, o jogo do Timão voltou a passar bastante pelo lado direito.

 

Com triangulações e até mesmo com a participação de Jadson, deslocado para o lado direito com a entrada de dois centroavantes, Boselli e Gustagol, e boas chances de bola parada, o Corinthians passou incomodar mais.

 

A melhor chance da partida saiu justamente dos pés de Fagner, que achou Gustagol na área, pronto para cabecear. A bola tocou no travessão após ótima defesa de Muriel.

 

Na etapa final, inclusive, o Corinthians terminou com mais posse de bola, de acordo com a Footstats (51% x 48%).

 

Para o jogo de volta, do qual o Timão pode sair classificado com um empate com gols, é preciso achar alternativas ao lado direito do time e estar preparado para reagir às diferentes possibilidades que podem ser apresentadas pelo Fluminense, agora de novo treinador.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.