Carro sai da pista e atinge crianas em corrida de Fusca Cross no Tocantins

Publicado em: 05 de Abril de 2016
Foto Por: Reproduo/TV Anhanguera
Fonte: Globo Esporte/ Tocantins
Corrida de Fusca Cross termina em acidente

Três crianças ficaram feridas depois que um fusca perdeu o controle e saiu da pista em uma competição de Fusca Cross. O acidente aconteceu em Formoso do Araguaia, região sul do Tocantins, no último domingo (3). Um vídeo, gravado por um morador que não quis se identificar, mostra o momento em que o carro atravessou a tela de proteção e atingiu as pessoas que assistiam a corrida.

Ícaro, de 4 anos foi uma das crianças atingidas pelo carro e teve a perna quebrada. Ele seria levado para Gurupi, mas por falta de médico, o hospital apenas enfaixou a perna fraturada e o mandou de volta para casa.

De acordo com o Hospital Municipal Hermínio Azevedo, outras duas deram entrada com ferimentos leves.

Vicente da Silva, que também acompanhava a corrida, conta que a organização da prova não providenciou uma barreira de proteção que separasse o público dos veículos.

- Não colocaram pneus e nem sacos de areia para fazer a barreira de proteção. A ambulância chegou depois que o acidente já tinha acontecido - informou.

Pilotos de Palmas, Gurupi e Lagoa da Confusão participaram da prova em preparação para a Copa Sul de Velocidade na Terra 2016.

Associação Gurupi Fusca Clube
A Associação Gurupi Fusca Clube, responsável pela organização da corrida, informou em nota que todas as exigências para a realização da prova foram cumpridas. E que uma ambulância e um médico estavam no local durante todo o período da prova.

Sobre o acidente, a associação disse que um dos fuscas se envolveu em um acidente dentro da pista e saiu do circuito isolado. E informou ainda, que todas as despesas médicas e acompanhamento das vítimas estão sendo providenciados.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.