Copa América põe Daniel Alves na mira do Manchester City, que pode esbarrar em limite de estrangeiros

Desempenho do lateral-direito o colocou na mira de Guardiola, mas contratação dependeria da saída de Danilo

Publicado em: 17 de Julho de 2019
Foto Por: Getty Images
Autor: Alexandre Lozetti — Rio de Janeiro
Fonte: Globo Esporte
Daniel Alves com o troféu de melhor jogador da Copa América

O título da seleção brasileira e o prêmio de melhor jogador da Copa América deram a Daniel Alves vidas extras na possibilidade de estender sua trajetória pelos principais clubes da Europa. Se antes havia dúvidas em relação a contratar o lateral-direito de 36 anos, hoje o mercado está bem mais receptivo ao seu nome, inclusive na Inglaterra, país em que ele gostaria de atuar.

No Manchester City do velho conhecido Pep Guardiola, seu técnico nos gloriosos tempos de Barcelona, o nome de Daniel Alves nem sequer era considerado antes da Copa América. A alternativa do clube para a posição era o português João Cancelo, da Juventus. Agora, o capitão da Seleção passou a ser a primeira opção, mas qualquer transferência só deve acontecer em caso de saída de outro lateral-direito brasileiro, Danilo.

+ Em busca de desafio e estabilidade, Daniel Alves viaja à Europa para ouvir propostas

Além da preocupação em cumprir o fair-play financeiro, cuja quebra pode acarretar em severas punições, o City não tem mais vagas para estrangeiros no plantel que disputa a Premier League – são 17 permitidos. Essa conjunção de fatores estabelece a política de só contratar para suprir brechas abertas no elenco do atual bicampeão nacional.

+ Tottenham e Arsenal entram na briga por Daniel Alves, diz jornal

De qualquer modo, a Copa América foi convincente a ponto de colocar Daniel Alves na mira do City. O Arsenal, agora sob comando de Edu Gaspar em seu departamento de futebol, também já debateu a possível aquisição do lateral, antes companheiro de Seleção do dirigente.

Na Itália, a Internazionale era a maior interessada em Daniel Alves, mas de acordo com quem transita pelo mercado europeu, o clube se disse fora do negócio depois de acertar com o austríaco Valentino Lazaro, do Hertha Berlin. Aos 23 anos, o reforço atua pelo lado direito, ou como lateral ou mesmo um ponta, mais adiantado.

Daniel Alves jogou na Juventus e não tem do futebol italiano as melhores referências, mas o fato de agora ser a equipe de Cristiano Ronaldo, e isso estar atraindo investimentos em grandes nomes como o zagueiro De Ligt e os meias Ramsey e Rabiot, tornam o clube também atraente ao veterano brasileiro. Uma de suas metas é atuar numa equipe que dispute títulos.

Antes da Copa América, Daniel Alves tinha como maiores interessados clubes dos Estados Unidos e da China. A primeira possibilidade lhe atraía pelo desenvolvimento do esporte no país, mas por outro lado o baixo nível de competição era um ponto bastante negativo. Dani Alves anunciou durante o torneio que não renovaria contrato com o PSG.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.