Etiene conquista a prata nos 50m costas e vai ao pódio pela terceira vez seguida no Mundial

Pernambucana fica atrás apenas de Olivia Smoliva, vice-campeã olímpica dos 100m, e leva a prata no Mundial de Gwangju, na Coreia, com o tempo de 27s44. Americana fecha com 27s33

Publicado em: 25 de Julho de 2019
Foto Por: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br
Autor: Guilherme Costa e Paulo Roberto Conde — Gwangju, Coreia do Sul
Fonte: Globo Esporte

Etiene, Etiene e Etiene. Pela terceira vez seguida, a brasileira Etiene Medeiros foi ao pódio na prova dos 50m costas do Campeonato Mundial de natação. Em Gwangju, na Coreia do Sul, ela ficou com a medalha de prata, mesma conquista que teve em Kazan, na Rússia, em 2015.

 

Em 2017, na Hungria, tinha sido a campeã. O ouro ficou com a americana Olivia Smoliga, vice-campeã olímpica dos 100m, que anotou 27s33. Etiene ficou com 27s44, com a prata. O bronze foi para a russa Daria Vaskina, que fez 27s51.

 

- É um sentimento de felicidade. Prova de 50m é uma loucura, se é uma loucura para quem assiste, imagina para gente que está nadando. O esporte é assim, a chinesa nem foi para a final, a Baker, que fez o melhor tempo na semi, ficou fora do pódio, o esporte é assim - disse Etiene, com um sorriso no rosto.

 

Havia duas medalhistas olímpicas na decisão dos 50m costas: a americana Olivia Smoliga, ouro com a seleção americana no 4x100m medley na Rio 2016, e Kathleen Baker, que também estava naquele revezamento, e ainda foi prata nos 100m costas.

 

O caminho de Etiene para a medalha teve três fases: nas eliminatórias, passou com o segundo tempo, 27s85, atrás somente de sua grande rival Fu Yuanhui. Na semifinal, Etiene ficou novamente em segundo, com 27s69, mas uma grande surpresa: a chinesa não se classificou, passando em nono. O melhor tempo na ocasião ficou com a americana Kathleen Baker.

 

Sua grande adversária nos últimos anos, a chinesa Yuanhui Fu, ficou pelo caminho na semifinal. Em Kazan 2015, Fu tinha sido ouro e a brasileira prata. Em Budapeste 2017, as posições se inverteram, e Etiene foi campeão com a rival em segundo.

 

Os 50m costas não é uma prova olímpica. Na Olimpíada Rio 2016, Etiene Medeiros chegou a ir à final dos 50m livre e terminou em 8º lugar. Ainda em Budapeste, ela compete nos 50m livre a partir de sexta-feira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.