Festival aéreo chama atenção de banhistas em praia de Araguatins

Os esportistas fizeram treinamentos de voo livre pela Praia da Ponta, sobrevoando o rio Araguaia. A iniciativa faz parte do 1º Festival Aéreo de Parapente e Paramotor do estado

Publicado em: 30 de Julho de 2019
Foto Por: Reprodução/TVAnhanguera
Autor: TV Anhanguera — Araguatins, TO
Fonte: Globo Esporte
1º Festival Aéreo de Parapente e Paramotor do Tocantins marca presença na praia da Ponta

Esportistas aproveitaram o fim da temporada de praia para realizar o 1º Festival de Parapente e Paramotor do Tocantins. A decolagem serviu como treino para os atletas e atração para os banhistas. Os pilotos vieram de outros estados para apreciar as belezas da Praia da Ponta e sobrevoar os arredores do rio Araguaia, como é o caso do piloto Kido Aranha, do Ceará.

 

- Subimos bem alto, 1.500 [metros] de altura. Aqui é um lugar muito lindo, rio muito grande para nós do Ceará, a dimensão e o verde das matas é diferente para nós – disse o cearense.

 

São 15 atletas de diferentes estados do país que decidiram se reunir para aproveitar o clima e a geografia da região. O organizador do evento, Adailton Gama, explica qual foi o critério utilizado para a escolha do local.

 

- A gente escolheu essa região porque ela é propicia à prática do voo livre e também do paramotor.

 

O esporte é arriscado, e pede cautela nas horas de voo. É necessário que o piloto carregue uma série de apetrechos que garantem uma decolagem mais tranquila. Antônio Andrade diz quais são os equipamentos necessários para maior segurança no esporte.

 

- Temos o capacete para a segurança, o rádio de comunicação, o selete que é a cadeira de centro. Na selete, temos dois paraquedas reservas, um na direita e outro na esquerda, além da nossa asa, que é a vela de segurança.

 

O paramotor é uma evolução do parapente, onde o atleta não precisa de uma propulsão externa para decolar. O competidor profissional Maurício Braga explica quais são as diferenças entre as duas modalidades.

 

- O parapente não tem propulsão, e o paramotor tem a propulsão. Ou seja, ele tem um motor que ajuda a decolar, voar o tempo inteiro e pousar. Se caso acabar a gasolina ou o motor 'pifar', ele não para de voar, afinal o que permite o voo é a vela.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.