Mano indica retorno de Thiago Neves ao Cruzeiro e acredita em mudança de postura do rival

Meia está longe dos gramados desde o dia 10 de março; treinador imagina Atlético-MG mais ofensivo: "Precisa atacar o Cruzeiro"

Publicado em: 14 de Abril de 2019
Foto Por: Igor Sales/Cruzeiro
Autor: GloboEsporte.com — de Belo Horizonte
Fonte: GloboEsporte.com — de Belo Horizonte
Thiago Neves estará em campo na segunda partida da final do Campeonato Mineiro

Além de obter a vantagem no placar para o segundo jogo da final do Campeonato Mineiro - podendo jogar por um empate -diante do Atlético-MG, no próximo sábado, às 16h30 (Brasília), no Independência, o Cruzeiro poderá contar com outro trunfo em campo: a volta do meia Thiago Neves.

+ Leia mais notícias sobre o Cruzeiro

Longe dos gramados desde o dia 10 de março, quando deixou mais cedo a partida diante do Tombense, na nona rodada do Campeonato Mineiro, com dores na panturrilha direita, Thiago Neves desfalcou o Cruzeiro em nove oportunidades - seis jogos pelo Mineiro e três pela Copa Libertadores. Chegou a ser relacionado pelo técnico Mano Menezes no segundo jogo da semifinal do Estadual, diante do América-MG, porquê, de acordo com o treinador, ele precisava ser acolhido novamente pela torcida. Mas acabou não indo a campo.

A expectativa era que Thiago estivesse em campo para enfrentar o Atlético-MG na primeira partida da final, mas o camisa 10, por meio das redes sociais, fez questão de informar aos torcedores que ainda estaria na arquibancada torcendo pelos companheiros. Os substitutos do meia, mais uma vez, foram os recém contratados Marquinhos Gabriel e Rodriguinho.

O retorno de Neves foi confirmado pelo técnico Mano Menezes, após a vitória por 2 a 1, sobre o Atlético-MG, no primeiro jogo da final.

- Finalmente temos essa possibilidade. Trabalhamos para tê-la(possibilidade), no melhor do que o Thiago pode entregar. É um jogador experiente, decisivo, importante para um momento como esse. Sem dúvida nenhuma, em uma parte do jogo ele vai estar em campo.

Atlético-MG diferente...será?

A realidade é outra. Agora, o Atlético-MG precisa vencer, mesmo que pelo placar mínimo, para sair campeão. O time alvinegro, por ter feito uma melhor campanha na primeira fase da competição estadual, havia levado vantagem nos dois jogos podendo empatar as duas partidas ou perder e vencer pelo mesmo placar.

Porém, a situação não é mais a mesma. Após ter passado por uma semana conturbada - momento delicado na Libertadores, demissão de técnico e protesto de torcedores - o Atlético-MG perdeu a vantagem para o segundo jogo. Com um empate, o Cruzeiro leva a taça. A necessidade da vitória é o principal fator de mudança na postura do adversário, na visão de Mano.

- A questão básica é que o Atlético precisa atacar o Cruzeiro. Esse fato cria uma nova situação. A primeira partida foi jogada, em grande parte, com o Cruzeiro com a posse (da bola) e o Atlético jogando em seu campo com as linhas bem baixas, bem próximas a área.

- Isso muda a característica do jogo, essa reversão da vantagem muda essa maneira como o jogo pode ser jogado - avaliou Mano Menezes.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.