Neymar, Coutinho, James, Icardi... Os jogadores "sem clima em casa" que podem mudar de clube

Janela de transferências pode ser a saída para um recomeço na carreira

Publicado em: 15 de Julho de 2019
Foto Por: Infoesporte
Autor: GloboEsporte.com — Rio de Janeiro
Fonte: GloboEsporte.com — Rio de Janeiro
Neymar, Coutinho, James Rodríguez e Icardi: jogadores sem clima em seus clubes

A pré-temporada já começou na Europa, e enquanto os técnicos e preparadores físicos colocam suas equipes em forma para as competições que virão, dirigentes e empresários trabalham nos bastidores para reforçar seus elencos. Até aí tudo normal, é do jogo. Mas para um grupo de jogadores, mais do que uma opção de mercado, trocar de clube virou uma necessidade.

 

Eles formam o time dos "sem ambiente": craques consagrados internacionalmente, titulares ou com passagem por suas seleções, que em tese teriam lugar em qualquer grande equipe europeia mas, por razões diversas, perderam espaço em seus clubes. Para eles, a janela de transferências pode ser a saída para um recomeço na carreira.

 

Confira o time dos "sem ambiente" e a situação atual de cada um:

NEYMAR (Paris Saint-Germain) - Depois de um fim de temporada tumultuado, com agressão a torcedor rival na final da Copa da França e suspensão na Liga dos Campeões da Uefa por reclamação contra a arbitragem, e férias ainda mais complicadas, com uma acusação de estupro e nova contusão que o tirou da Copa América, Neymar adiou seu retorno a Paris, aumentando ainda mais os rumores de que deseja deixar o Paris Saint-Germain. O clube o aguardava junto com outros astros do elenco para o início dos trabalhos na última segunda-feira, e anunciou em nota oficial que tomará medidas pelo atraso.

 

Sábado, jogando mais lenha na fogueira, Neymar afirmou durante um evento em seu instituto, em Praia Grande (SP), que sua memória mais marcante no futebol vem da goleada do Barcelona por 6 a 1 sobre o PSG na Liga dos Campeões de 2016/17. A reação da imprensa francesa foi imediata: "Declaração de guerra", considerou a revista France Football.

 

O brasileiro Leonardo, novo diretor esportivo do PSG, já não esconde que a saída de Neymar é uma possibilidade concreta. O problema é encontrar o novo clube, já que o PSG não parece disposto a facilitar a transação. Destino mais comentado, o Barcelona teria que abrir o bolso para ter o brasileiro de volta. Mas os catalães acabam de pagar 120 milhões de euros para tirar o francês Antoine Griezmann do Atlético de Madrid. O Real Madrid também já não aparece como opção, depois de esbanjar na janela para contratar Eden Hazard, Mendy e Jovic, entre outros reforços. Será que Paris se transformará no destino forçado de Neymar na próxima temporada?

 

PHILIPPE COUTINHO (Barcelona) - Talvez o brasileiro que neste momento acompanhe com mais atenção a novela Neymar-PSG seja seu colega de seleção Philippe Coutinho. Embora tenha contrato até junho de 2023 com o Barcelona, o jogador de 27 anos vive um momento de incerteza no clube espanhol. Depois de uma temporada difícil, marcada por atuações abaixo da média, com críticas na imprensa e na arquibancada, Coutinho vem sendo especulado como possível moeda de troca do Barça caso o clube queira investir em ter Neymar de volta.

 

As dúvidas levaram o empresário de Coutinho, o iraniano Kia Joorabchian, a desabafar em entrevista à rádio francesa RMC, acusando o Barcelona de não ser totalmente verdadeiro sobre a situação do jogador: "Se querem que Coutinho se vá, têm que dizer. E, com o jogador, decidiremos o que é melhor para o seu futuro". Segundo Kia, embora trate Coutinho como "intransferível", a diretoria do Barça sofre pressão do agente brasileiro André Cury para incluir o camisa 11 em uma negociação com o PSG por Neymar. "Eu guardei silêncio neste período, mas não permitirei que o Barcelona minta sobre o jogador. Devem dizer a verdade!", afirmou Kia.

 

Que climão!

 

JAMES RODRÍGUEZ (Real Madrid) - Contratado pelo Real Madrid após brilhar na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, o meia colombiano não emplacou no clube merenge. Passou as últimas duas temporadas no Bayern de Munique, também sem grande destaque. Encerrado o empréstimo, voltou para o Real nesta pré-temporada, sem muita esperança de ser aproveitado pelo novo-antigo técnico Zinedine Zidane. Foi justamente sob o comando do francês que James Rodríguez perdeu espaço e acabou emprestado ao Bayern. Para confirmar que o Real não é mesmo seu lugar, James sequer viajou com a equipe para a pré-temporada no Canadá e Estados Unidos.

 

O meia de 28 anos interessa ao Napoli, mas a saída esbarra nos altos valores pedidos pelo Real. Presidente do clube italiano, Aurelio de Laurentiis fez um desabafo sobre as dificuldades na negociação: "Estamos a dispostos a fazer sacrifícios por James, mas também pedimos ao Real um sacrifício. O Real deve considerar que para ter um jogador descontente em sua casa é melhor deixá-lo jogar em outro clube. Mesmo que por empréstimo".

 

MAURO ICARDI (Inter de Milão) - O atacante argentino Mauro Icardi já está "sem clima" na Inter de Milão desde a segunda metade da temporada passada. Em fevereiro, em meio às negociações para renovação de contrato, ele perdeu a faixa de capitão do time, em decisão conjunta do então técnico Luciano Spalletti e a diretoria do clube. Inconformado, Icardi pediu para não viajar para um jogo pela Liga Europa, e ficou quase dois meses sem entrar em campo, oficialmente devido a uma lesão no tornozelo. Depois do retorno, fez apenas mais nove partidas pela Inter, e em apenas duas ficou em campo os 90 minutos.

 

Apesar da completa incompatibilidade com a torcida, que não perdoou as polêmicas, Icardi ainda é jogador da Inter de Milão. Mas tudo indica que clube e jogador aproveitarão a janela de transferências para resolver a situação. Sábado, Icardi deixou a pré-temporada do clube em Lugano, na Suíça, em comum acordo com a diretoria, e seguirá treinando sozinho no CT da Inter até encontrar um novo time. Segundo a imprensa italiana, clubes como Napoli, Juventus e Atlético de Madrid têm interesse na contratação do atacante de 26 anos, mas a Inter espera receber pelo menos 50 milhões de euros pela transferência.

 

LAURENT KOSCIELNY (Arsenal) - Capitão do Arsenal, há nove anos no clube, com 353 partidas disputadas pelos Gunners e um ano de contrato pela frente, o zagueiro francês Laurent Koscielny, de 33 anos, surpreendeu a todos ao se recusar a viajar para a pré-temporada nos Estados Unidos. Em nota oficial, o clube não escondeu a decepção: "Nós estamos muito desapontados com as ações de Laurent, que vão contra as nossas claras instruções. Esperamos resolver esse caso e não daremos nenhum outro comentário adicional por ora". O atacante gabonês Aubameyang demonstrou de outra forma sua opinião: curtiu um post no Instagram de um torcedor do Arsenal criticando o zagueiro francês. Segundo a imprensa inglesa, Koscielny deseja voltar ao futebol francês, e parece que já há interessados: matéria da BBC afirma que Bordeaux, Rennes e Lyon acompanham a situação do (ainda) jogador do Arsenal.

 

GARETH BALE (Real Madrid) - Não é de hoje que o galês Gareth Bale e a torcida do Real Madrid não falam a mesma língua. O astro de 29 anos, que tem contrato até o meio de 2022, foi um dos jogadores mais criticados do elenco na última temporada, e considerado pela imprensa espanhola um dos responsáveis pela queda brutal de rendimento do time. Em junho, o jornal Marca incluiu o jogador - que custou 101 milhões de euros ao Real quando foi contratado, em 2013 - na lista de nomes que a diretoria merengue pretende negociar nesta janela de transferências. Oficialmente, no entanto, Bale continua nos planos, tanto que está com o grupo na América do Norte fazendo a pré-temporada. Mas na reapresentação do elenco, semana passada, Bale ouviu um torcedor chamá-lo de ingrato na chegada ao CT de Valdebebas. Ótima maneira de voltar das férias, não?

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.