Resumão do futebol internacional: Neymar na mira da torcida do PSG, VAR a jato inglês e João Félix maior que CR7

Primeira rodada do Campeonato Francês é marcada por protestos contra o atacante brasileiro no Parque dos Príncipes. Na Premier League, menos de dois minutos para anulação dos gols

Publicado em: 12 de Agosto de 2019
Foto Por: Infoesporte
Autor: GloboEsporte.com — Rio de Janeiro
Fonte: GloboEsporte.com — Rio de Janeiro
Neymar, João Félix e Cristiano Ronaldo

A vitória protocolar e nada surpreendente do Paris Saint-Germain, por 3 a 0, sobre o Nîmes, fechando a rodada inicial do Campeonato Francês, ficou em segundo plano. Para a maior torcida organizada do PSG, o adversário deste domingo no Parque dos Príncipes não estava em campo e nem veste as cores do rival: Neymar.

O brasileiro, em negociação para deixar o clube dois anos após ser contratado por 222 milhões de euros, não foi sequer relacionado para o jogo, segundo o técnico Thomas Tuchel por ainda não estar 100% fisicamente, em recuperação da lesão sofrida antes da Copa América. Mas foi provavelmente o jogador mais comentado na arquibancada.

 

Os Ultras do PSG levaram duas faixas para o estádio. "Neymar, vaza daqui" dizia uma delas. Na outra, uma salada de insatisfações, com alusões à acusação de estupro contra o jogador, já arquivada pela Justiça de São Paulo, e à entrevista em que Neymar disse que sua maior lembrança no futebol foi a goleada do Barcelona por 6 a 1 sobre o PSG, na Liga dos Campeões da Uefa de 2016/17, quando o brasileiro atuava no Barça.

Veja a tabela do Campeonato Francês

Tuchel diz que entende protestos, mas afirma: "Ainda é meu jogador e vou protegê-lo"

Neymar é capa do "Sport" pela oitava vez em agosto

E se alguém no estádio por acaso não viu as faixas, os Ultras também deram seu recado no grito: "Neymar, hijo de p..." foi o coro da arquibancada no início da partida. O destino do brasileiro ainda é um mistério - Real Madrid? Barcelona? Juventus? - mas a permanência em Paris é cada vez menos provável.

VAR A JATO NA PREMIER LEAGUE

Outro campeonato nacional a rolar a bola no fim de semana foi a Premier League. E o personagem mais comentado também não entrou em campo: o VAR, estreando nesta temporada no Campeonato Inglês. Na primeira rodada, cerca de 70 lances foram revistos nos dez jogos, com dois gols anulados após conferência no vídeo. O primeiro deles do brasileiro Gabriel Jesus na goleada de 5 a 0 do Manchester City sobre o West Ham, fora de casa. Neste jogo, o VAR entrou em ação quatro vezes, para confirmar outro gol, marcar um pênalti e anular a primeira cobrança, por invasão da área.

Confira a tabela do Campeonato Inglês

Liverpool goleia na estreia mas perde Alisson, na lesionado, na final da Supercopa

Manchester United goleia o Chelsea no primeiro clássico do Inglês

Pequeno torcedor do Liverpool tromba com o poste ao correr atrás de Salah. E ganha um abraço do craque!

Uma das maiores preocupações na Inglaterra é com o tempo de interrupção do jogo com o VAR. Na primeira rodada, o lema "mínima interferência, máximo benefício", adotado pela Premier League como preceito maior do uso do VAR, parece ter sido levado à risca. No gol de Gabriel Jesus, a revisão levou um minuto e 50 segundos. E com uma novidade: o telão do estádio exibia exatamente o que o árbitro estava vendo na TV ao lado do campo.

No outro gol anulado, de Leander Dendoncker, do Wolverhampton, contra o Leicester, outro VAR a jato. A revisão foi ainda mais rápida: apenas um minuto e 38 segundos entre o gol marcado e a decisão final do árbitro de anular o lance, com orientação do VAR.

Ainda assim, o técnico português Nuno Espírito Santo, do Wolverhampton, disse após o jogo que confia no VAR, mas "criar estes momentos não faz bem à atmosfera (do jogo), leva muito tempo (para rever os lances)". Um minuto e 38 segundos. Imagine o Nuno Espírito Santo no Campeonato Brasileiro...

DUELOS ESPANHA X ITÁLIA NOS AMISTOSOS

Enquanto não começam seus campeonatos, times espanhóis e italianos vão fazendo seus últimos amistosos de pré-temporada. E uma coincidência no fim de semana acabou criando um duelo Espanha x Itália: oito partidas envolvendo times dos dois países. Quem levou a melhor? Vamos conferir:

Quatro vitórias espanholas:

Atlético de Madrid 2 x 1 Juventus

Barcelona 4 x 0 Napoli

Bologna 3 x 4 Villarreal

Getafe 4 x 1 Atalanta

Duas vitórias italianas:

Brescia 2 x 1 Valladolid

Celta de Vigo 1 x 2 Lazio

Dois empates (com vitórias italianas nos pênaltis):

Valencia 1 x 1 Inter

Roma 2 x 2 Real Madrid

JOÃO FÉLIX > CR7 (AO MENOS POR UM DIA)

Em um dos duelos Espanha x Itália, houve também um desafio particular entre portugueses. De um lado, o astro consagrado Cristiano Ronaldo, maior nome do elenco da Juventus. Do outro, o jovem João Félix, ex-Benfica, contratado este ano pelo Atlético de Madrid. Quem levou a melhor? Quem apostou no óbvio, errou. CR7 teve atuação discreta, enquanto João Félix foi o nome do jogo, marcando os dois gols da vitória atleticana (ainda que o primeiro tenha sido creditado a Lemar, por causa de um leve desvio no chute do português).

João Félix > Cristiano Ronaldo? Pelo menos no duelo de sábado, sim.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.