Ricardo Maurício faz pódio duplo e é novo líder da Stock Car; Fraga e Rubinho vencem no Velopark

Ricardo Maurício consegue dois terceiros lugares na rodada dupla e é o maior pontuador da oitava etapa, superando o companheiro de equipe Daniel Serra

Publicado em: 16 de Setembro de 2019
Foto Por: GloboEsporte.com
Autor: GloboEsporte.com — Nova Santa Rita, RS
Fonte: GloboEsporte.com — Nova Santa Rita, RS
Primeira prova da Stock Car no Velopark tem vitória de Felipe Fraga

 Antes da largada, Felipe Fraga disse que venceria e assim fez na primeira corrida da oitava etapa da Stock Car, no Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul. Segundo do grid, o mais jovem campeão da Stock, em 2016, superou o pole position Ricardo Maurício logo no início e conseguiu a primeira vitória na temporada. Gabriel Casagrande foi o segundo colocado e Ricardo Maurício o terceiro.

- A equipe está merecendo muito o resultado. Desde a etapa de Santa Cruz a gente está com um carro muito bom nas mãos, mas as coisas não estavam encaixando. Hoje deu tudo certo - disse Felipe, após a vitória.

Na corrida 2, com o grid invertido, Rubens Barrichello largou em quarto, jogou com a estratégia, economizou combustível e assumiu a liderança depois da parada nos boxes até a vitória. Bruno Baptista, que ficou na cola de Rubinho mas não conseguiu a ultrapassagem, terminou em segundo e Ricardo Maurício novamente em terceiro.

Nesta semana, no dia 13 de setembro, há 10 anos, Rubens Barrichello comemorava a última vitória do Brasil na Fórmula 1, em Monza, na Itália. No pódio, ele lembrou da emoção:

- Ganhar em um lugar onde a gente ainda não tinha ganhado, ainda próximo à data de 10 anos dessa última vitória - disse Rubinho, que continuou empolgado olhando para o público - Esse pódio aqui é o pódio de Monza! Esse carinho por mim é tudo de bom, faz emocionar.

Ricardo Maurício, da RC, que largou na frente na corrida 1, subiu ao pódio nas duas corridas em terceiro lugar e assumiu a liderança do campeonato, deixando o companheiro Daniel Serra em segundo.

- Nosso objetivo é sempre vencer, mas em um campeonato com rodada dupla, abastecimento e muita estratégia, a gente tem que tentar sair como maior pontuador, não necessariamente a vitória. Está tudo muito apertado ainda, o pessoal está próximo - disse Ricardo.

A próxima etapa será em Cascavel, no Paraná, no dia 20 de outubro.

Classificação do campeonato

1º Ricardo Maurício - 245 pontos
2º Daniel Serra - 239 pontos
3º Thiago Camilo - 221 pontos
4º Rubens Barrichello - 206 pontos
5º Julio Campos - 199 pontos

Fraga ultrapassa Ricardo logo no início e fim da corrida 1 teve surpresas

Em segundo na classificação geral e puxando o grid da primeira corrida, Ricardo Maurício teria que lidar com pneus mais desgastados e, logo na segunda volta, foi ultrapassado por Fraga e Casagrande, já desenhando o que seria o pódio. Max Wilson, que largou em quarto lugar, com uma corrida equilibrada, se manteve em disputa acirrada com Thiago Camilo durante quase toda a primeira prova.

Mas no pit stop, um novo cenário surgiu no grid. Com estratégia de maior abastecimento, Max Wilson voltou em décimo primeiro lugar e Daniel Serra conseguiu se manter em décimo, garantindo a pole da corrida 2, com o grid invertido. Já Ricardo Mauricio adotou tática diferente, voltou em quarto e iniciou nova subida na pista, terminando em terceiro. Em final emocionante, uma irregularidade na parada nos boxes de Ricardo Zonta levou a uma penalização de 10 segundos, deixando Max Wilson em décimo, na pole da segunda prova, com Daniel Serra, em nono, largando em segundo.

Resultado da corrida 1:

1º Felipe Fraga - 42 voltas em 45min46s
2º Gabriel Casagrande - a 2s059
3º Ricardo Maurício - a 3s599
4º Thiago Camilo - a 7s000
5º Cacá Bueno - a 11s127
6º Bruno Baptista - a 15s242
7º Rubens Barrichello - a 16s508
8º Julio Campos - a 18s037
9º Daniel Serra - a 19s935
10º Max Wilson - a 21s516

Na corrida 2, Barrichello acerta estratégia e garante quarta vitória no campeonato

Na largada da corrida 2, Daniel Serra avançou rapidamente e, logo nas primeiras voltas, já disputava a liderança com Max. Júlio Campos também veio forte, ampliando a disputa pela primeira posição. Mas faltando apenas 10 minutos para o fim, uma ondulação da pista levou à quebra da suspensão traseira do carro de Max Wilson, tirando o carro 65 da corrida. Quem herdou a posição foi Ricardo Maurício, que fechou o final de semana com dois pódios e a liderança do campeonato.

Rubens Barrichello, que largou em quarto, apostou na estratégia de economia de combustível e depois da parada nos boxes voltou à frente do pelotão, segurando a ponta até o fim da corrida 2 no Velopark, com Bruno Baptista, na pressão, em segundo.

Resultado da corrida 2:

1º Rubens Barrichello - 41 voltas em 49min49s
2º Bruno Baptista - a 3s421
3º Ricardo Maurício - a 6s844
4º Thiago Camilo - a 7s876
5º Cacá Bueno - a 11s980
6º Daniel Serra - a 12s295
7º Felipe Fraga - a 16s855
8º Lucas Foresti - a 21s083
9º Marcel Coletta - a 21s577
10º Cesar Ramos - a 22s691

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.