Tite anuncia seleção brasileira da Copa América em meio a quebra-cabeça

Sob impacto de recentes lesões, gestos de indisciplina e ascensão de jovens, técnico anuncia hoje os 23 nomes que disputarão o título do torneio, em casa

Publicado em: 17 de Maio de 2019
Foto Por: Pedro Martins/MoWA Press
Autor: Alexandre Lozetti — Rio de Janeiro
Fonte: Globo Esportes

A lista de convocados da seleção brasileira para tentar conquistar a Copa América depois de 12 anos, e dessa vez em casa, será anunciada nesta sexta-feira por Tite e pode se transformar numa central de desencaixes a serem resolvidos pela comissão técnica entre 22 de maio, quando um pequeno grupo inicial de jogadores se apresentará na Granja Comary, e 14 de junho, data da estreia no torneio contra a Bolívia, no Morumbi.

 

A TV Globo, o SporTV e o GloboEsporte.com vão transmitir ao vivo a convocação, às 11h desta sexta-feira.

 

Notícias recentes se acumularam mundo afora e impactaram as decisões de Tite para formar o grupo. Só entre abril e maio, o técnico assistiu às lesões de Lucas Paquetá, Thiago Silva, Firmino, David Neres e Coutinho, todos muito bem cotados para disputarem a Copa América.

 

Ele também viu problemas disciplinares do capitão Neymar, que corre risco de perder a faixa, vaias da torcida do Barcelona a Coutinho e o surgimento de um candidato de última hora, Lucas Moura, autor de três gols que classificaram o Tottenham para a final da Champions League.

 

+ VC CONVOCA: escolha seus 23 nomes da Seleção para a Copa América

Os problemas dos selecionáveis:

 

Neymar: ficou três meses parado por lesão no pé direito, voltou em abril. Desde então, disputou cinco jogos e agrediu um torcedor após a final da Copa da França;

 

Lucas Paquetá: desde os amistosos do Brasil em março, participou apenas de quatro jogos pelo Milan, nenhum completo. Quando se recuperou de entorse, deu um tapa no braço do árbitro, foi expulso e suspenso da reta final da temporada;

 

Roberto Firmino: não é titular do Liverpool desde 21 de abril. De lá para cá, participou apenas dos minutos finais do primeiro jogo contra o Barcelona, na semifinal da Champions. Tudo por causa de uma lesão muscular;

 

Coutinho: seguidamente vaiado no Barcelona, lesionou-se no início desta semana e deverá voltar só final da próxima;

 

Thiago Silva: submetido a uma artroscopia no joelho direito há 12 dias, já faz exercícios com bola no PSG;

 

David Neres: uma lesão muscular o tirou da semifinal do Ajax contra o Tottenham e no jogo do título holandês ele ficou o tempo todo no banco.

 

Os acontecimentos recentes colocaram algumas interrogações na lista, mas o GloboEsporte.com revela abaixo, posição por posição, as principais dúvidas solucionadas por Tite e seus auxiliares ao longo dessa semana. Eles dizem que a lista só será fechada minutos antes do anúncio.

 

Podcast: ouça, no #4 de "A 6ª Estrela", o debate dos jornalistas Alexandre Lozetti e Carlos Eduardo Mansur sobre a convocação de Tite para a Copa América.

 

Goleiros

 

Alisson (Liverpool) e Ederson (Manchester City) estão mais do que confirmados. A disputa pela terceira vaga inclui Cássio (Corinthians), dono do posto na Copa do Mundo do ano passado e em ótima fase, além de Weverton (Palmeiras) e Neto (Valencia), ambos convocados uma vez pós-Mundial.

 

Laterais

 

Na esquerda, Filipe Luís (Atlético de Madri) e Alex Sandro (Juventus)são os nomes. Na direita, três jogadores disputam duas vagas: Fagner (Corinthians) e Danilo (Manchester City) são os mais convocados, mas Tite pode recorrer ao veterano Daniel Alves (PSG), que, por lesões, não defende a Seleção desde março de 2018, e tem sido escalado numa posição mais à frente em sua equipe.

 

Zagueiros

 

Apesar de ainda estar se recuperando de lesão, Thiago Silva (PSG) deve ser convocado. A comissão técnica quer acompanhar de perto sua evolução e, se for preciso, ele será cortado antes do início da Copa América. Completarão a lista Marquinhos (PSG), Miranda (Internazionale) e Militão (Porto).

 

Volantes

 

Casemiro (Real Madrid) é titular. O preferido para a reserva era Fernandinho (Manchester City), mas o fato de não ter sido convocado desde a Copa, primeiro por opção própria e depois por lesão, somado à excelente temporada de Fabinho (Liverpool), deve mudar o cenário. Hoje, o finalista da Champions League tem mais chances.

 

Meio-campistas

 

Um pouco mais adiantado, Arthur (Barcelona) é um dos poucos a terem disputado os oito amistosos depois da Copa da Rússia. Seu companheiro de clube Philippe Coutinho, apesar da lesão na coxa e do baixo rendimento, também não ficará fora da lista.

 

Então, sobram três fortes candidatos para duas vagas: Allan (Napoli)tem características de infiltração que a Seleção perdeu sem Paulinho; Renato Augusto (Beijing Guoan) é experiente e conforta os companheiros que veem nele um porto seguro em campo e fora dele; Paquetá (Milan), apesar do misto de lesão recente e indisciplina, é visto por Tite como o meia mais talentoso dessa nova geração. Um deles corre enorme risco de não ser chamado.

 

Atacantes

 

Neymar (PSG) será convocado, mesmo depois da agressão a um torcedor em Paris. Firmino (Liverpool) e Richarlison (Everton) também são nomes certos, e Gabriel Jesus (Manchester City), apesar de uma temporada inteira à sombra de Aguero, ainda está entre os favoritos.

 

Entre os mais jovens, devem surgir os nomes de Everton (Grêmio) e David Neres (Ajax), embora Vinicius Júnior (Real Madrid) seja presença certa para os próximos meses e Lucas Moura (Tottenham)tenha impressionado na semifinal do torneio europeu.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.