Ações e estratégias para o desenvolvimento do município de Miracema são discutidas entre prefeito e representante do Estado

Publicado em: 23 de Agosto de 2019
Foto Por: Ronys Rocha
Autor: Ascom
Fonte: Ascom

O prefeito Saulo Milhomem, acompanhado pelo Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, Genes Alencar, recebeu em seu gabinete nessa quarta-feira, 21, o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, para tratarem sobre o desenvolvimento turístico da região e definirem estratégias e ações que ajudarão a fomentar ainda mais o município.

 

O presidente da Adetuc relatou ao prefeito e a todos os presentes que as praias do município de Miracema tiveram destaque em todas as pesquisas desenvolvidas pelo Governo do Estado e também na amostragem de dados recentemente divulgada pela Fecomércio. 

 

De forma que o Governo do Tocantins entende que o prefeito Saulo Milhomem tem conduzido a gestão pelo caminho certo, promovendo o desenvolvimento ao apoiar e incentivar o investimento da inciativa privada.

 

Na ocasião, solicitou aos gestores que apresentem relatórios da temporada de Praia 2019 no que se refere ao público, programação, estrutura e atrativos que envolvam a temporada e que contemplem as praias Mirassol, Paredão, Funil e Ilha do Carlinho. 

 

Segundo o presidente, a partir deste levantamento, será possível cadastrar o município Adetuc e também a programas de captação de recursos públicos já para a temporada de 2020.

 

Para o prefeito Saulo Milhomem, "é satisfatório verificar que o Governo do Tocantins reconhece o potencial de Miracema e os esforços da Prefeitura em fomentar a rede turística da região, que é privilegiada por todos os atrativos naturais que possui e também por sua localização estratégica, próxima à BR e também à Capital, o que facilita o fluxo de visitantes".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.