Prefeito de Miracema visita Comando do Exército em Brasília

Publicado em: 03 de Fevereiro de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Da redação
Fonte: PORTAL LJ
Saulo Milhomem, Moadi Sodré e integrantes do Exército Brasileiro no DF

Em sua visita a Brasília o prefeito de Miracema do Tocantins tem participado de várias reuniões, além de realizar visitas com o objetivo de tratar assuntos inerentres à administração municipal.

 

Uma delas foi uma audiência na sede do Comando do Exército Brasileiro onde participaram o Coronel Robson da Silva Cremonez - Chefe do Escalão de Pessoal 11ª Região Militar, Max Roberto 2º SGT Aux. Seção Tiro de Guerra da 11ª RM, De Nardi Coronel Chefe do Serviço Militar da 11ª RM e Capitão Peterson de Castro França Chefe da STG 11ª RM, além da presença do Chefe de Gabinete do executivo miracemense Moadi Sodré.

 

Saulo Milhomem aproveitou para explanar como tem sido a parceria com o Exército Brasileiro em Miracema apontando pontos positivos da relação, ao mesmo tempo em que colocou a necessidade de alguns ajustes no sentido de melhorar a relação.

 

O prefeito afirmou que tem feito o possível para proporcionar uma estrutura digna ao Tiro de Guerra da 11ª RM dentro das condições que o município possui no momento, além de ratificar a importância dele para Miracema.

 

O novo  convênio celebrado entre as partes foi mencionado e tido como extremamente positivo, aliás, o alto Comando do Exército demonstrou satisfação, inclusive, elogiando o trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Miracema junto ao Tiro de Guerra local.

 

" Fui muito bem recebido aqui no Comando do Exército. Saio satisfeito com os elogios e a certeza de que estamos fazendo a coisa certa, portanto, agradeço o apoio dado e o reforço da parceria", arrematou o prefeito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.