Secretaria Municipal de Assistência Social inicia ações alusivas à Campanha Agosto Lilás 2019 nesta sexta-feira, 23

Publicado em: 22 de Agosto de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Prefeitura de Miracema
Fonte: Prefeitura de Miracema

A Prefeitura de Miracema do Tocantins, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, iniciará nesta sexta-feira, 23, a semana “Agosto Lilás, violência contra mulher não tem desculpas, tem consequências”.

 

Durante os próximos dias, serão realizadas diversas ações que serão executadas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Creas).

 

A campanha iniciará com um adesivaço nos estabelecimentos comerciais como estratégia de mobilização para atingir o público-alvo.

 

 Neste ano, a campanha se concentra na conscientização em torno das diversas formas de violência doméstica e familiar, tais como: violência física, patrimonial, moral, de gênero e psicológica.

 

Em parceria com o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) da Secretaria Municipal de Saúde, a programação da semana do Agosto Lilás segue até o próximo dia 30, com atividades que envolverão crianças, adolescentes e mulheres.

 

A Escola Estadual Oscar Sardinha foi escolhida para participar da campanha, onde será realizada uma atividade com profissionais de psicologia com os alunos.

 

A campanha terá seu encerramento, no dia 30, com uma palestra no auditório da Universidade Federal do Tocantins (UFT), que será proferida pela profª Doutora Graziela Reis, professora do curso de direito em Palmas e especialista no tema.

 

Segue programação da semana Agosto Lilás, violência contra mulher não tem desculpas, tem consequências:

 

23/08 - Adesivaço no Comércio local
28/08 - Palestras e Atividades na Escola Estadual Oscar Sardinha
29/08 - Rádio FM Algumas informações acerca da Lei Maria da Penha 
30/08 - Palestra no auditório da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em parceria com o Nasf (Secretaria Municipal de Saúde), Creas, Cras e Secretaria Municipal de Assistência Social.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.