Autoridades confirmam 1ª morte ligada aos incêndios na Califórnia, EUA

Publicado em: 09 de Dezembro de 2017
Foto Por: Mike Blake/ Reuters
Fonte: G1
Bombeiro combate incêndio em Bonsall, na California, na quinta-feira (7)

 

 Autoridades norte-americanas confirmaram nesta sexta-feira (8) a 1ª morte relacionada à série de incêndios que atinge o sul da Califórnia. Seis grandes focos de chamas continuam ativos em Ventura, San Diego e Los Angeles.

Segundo a agência Associated Press, uma idosa de 70 anos foi encontrada morta em Santa Paula, na quarta-feira (6). O corpo estava dentro de um carro e apresentava sinais de inalação de fumaça e queimaduras.

O fogo, que começou na segunda-feira (4), destruiu mais de 500 construções. Milhares de famílias estão sem energia elétrica e 212 mil pessoas precisaram sair da região.

O distrito unificado de escolas de Los Angeles, que tem mais de 640 mil alunos e é o segundo maior dos Estados Unidos, disse ter fechado mais de um quarto de suas quase 1.100 escolas pelo segundo dia nesta sexta-feira. A Universidade da Califórnia em Santa Barbara também cancelou as aulas nesta sexta-feira.

O Incêndio Thomas, no noroeste de Los Angeles, já aumentou de 38.850 para 46.540 hectares e destruiu 439 estruturas, disseram autoridades. Mais de 2.600 bombeiros de lugares distantes como Portland, Oregon e Nevada estão enfrentando as chamas, que só estão 5 por cento contidas.

Ao norte de San Diego, o chamado Incêndio Lilac aumentou para 1.659 hectares em poucas horas na quinta-feira, informou o Cal Fire, levando o governador do Estado, Jerry Brown, a declarar um estado de emergência no condado de San Diego.

O fogo destruiu 20 estruturas e provocou retiradas e interdições de estradas. Tanques de propano localizados debaixo de várias casas explodiram devido ao calor, soando como bombas, de acordo com um fotógrafo da Reuters presente no local.

No enclave à beira-mar de Faria Beach, situado entre as montanhas em chamas e o Oceano Pacífico ao nordeste de Ventura, o fogo se espalhava pelas colinas.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.