Cães doentes são abandonados pelos donos no portão do CCZ e acabam sendo sacrificados

Na última semana três cachorros foram abandonados na porta do CCZ. Maltratar animais é considerado um crime pela legislação brasileira.

Publicado em: 24 de Agosto de 2019
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Cachorro foi abandonado no portão do CCZ

Um funcionário encontrou um cachorro abandonado e preso ao portão do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) na manhã desta quinta-feira (22), em Palmas. Nos últimos sete dias, três cães foram deixados em frente à instituição.

Um vídeo feito no local mostra o animal amarrado, com uma coleira de ferro, ao alambrado que cerca o prédio. O cão está exposto ao sol, mostrando agitação e chega a latir para tentar se defender. A atitude pode ser considerada maus-tratos e configurar um crime.

Segundo o gerente do CCZ, Auriman Cavalcante, todos os bichinhos encontrados na porta do local possuíam alguma doença. "Eu não me deparei ainda com essa situação de ter um animal sadio deixado aqui. Infelizmente, os animais que são deixados aqui estão todos doentes confirmados, e infelizmente esse é o fim, a eutanásia", comentou.

Um dos serviços realizados pelo CCZ é realizar diagnósticos de doenças em animais. Caso um cachorro esteja com calazar, por exemplo, ele é sacrificado. A assessoria da Secretaria Municipal de Saúde disse, em nota, que caso algum animal saudável seja abandonado no CCZ será encaminhado para adoção.

O tutor deveria ser responsável por dar carinho e cuidar do bichinho que a princípio acolheu, mas em casos de abandono as ONGs de proteção acabam pegando a responsabilidade para encontrar um novo lar.

"Como qualquer membro da família, ele precisa de cuidados, não só quando chega com o animal bebezinho. Ele vai crescer e na medida em que crescer irá dar trabalho e custos. Você precisa ter consciência disso", disse a voluntária em cuidado à animais, Evelyn Frota.

O advogado Sebastião Donizetti, explica que o crime de maus-tratos contra animais não inclui apenas agressões físicas. "Qualquer conduta que venha a privar o animal das necessidades básicas de higiene, alimentação, água, que venha causar sofrimento, angústia, dor e estresse, é considerado maus-tratos", comentou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.