Hospital Geral de Palmas recebe força-tarefa da Polícia Civil

Publicado em: 18 de Abril de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Fernanda Veloso e Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins
Fonte: Ascom

Nesta quarta-feira, 17, o Hospital Geral de Palmas (HGP) recebeu uma força tarefa da Polícia Civil a fim de investigar possíveis casos de furtos e averiguar denúncias de tráfico de drogas na unidade de saúde.

 

Segundo o diretor administrativo do HGP, Leonardo Toledo, a ação busca além de inibir práticas criminosas dentro do HGP, tranquilizar os pacientes quanto à sensação de segurança. "Muitos boatos foram divulgados nas redes sociais e aplicativos de mensagens que causaram verdadeiro pânico dentro do HGP. A presença dos policiais civis hoje, dentro da unidade, deixou os pacientes mais tranquilos", afirmou.

 

O Secretario de Estado da Saúde, Renato Jayme, lembrou que o Governo está tomando as medidas necessárias para melhorar a segurança no local. "Apesar de não haver obrigatoriedade de segurança nas unidades hospitalares, nós estamos buscando alternativas para melhorar a proteção dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em todas as unidades, para isso estamos obtendo reforço junto aos órgãos de segurança do Estado", pontuou.

 

Força-Tarefa

 

De acordo com delegado-geral da Polícia Civil, Rossílio Correia, a Polícia Civil do Tocantins atuará de forma preventiva dentro da maior unidade hospitalar do estado, visando promover sensação de segurança para pacientes, acompanhantes, bem como aos servidores que atuam no maior hospital do estado do Tocantins. Além disso, os policiais civis também ficarão incumbidos de apurar todos os supostos delitos, que por ventura já tenham ocorrido dentro da unidade de saúde, com a consequente identificação e responsabilização criminal dos envolvidos, conforme determina a legislação vigente.

 

"As ações da Polícia Civil, dentro do HGP, serão realizadas com estratégia e inteligência, com o objetivo de coibir e prevenir as práticas criminosas, como tráfico de drogas, furtos e ameaças, que, supostamente, estariam ocorrendo dentro da unidade hospitalar e, nesse sentido, designamos os delegados titulares das Delegacias Especializadas na Repressão a Narcóticos (DENARC), Emerson Moura, e de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DERFRVA), Anderson Casé, cujas equipes estarão atuando de forma coordenada para promover mais segurança a todos àqueles que utilizam ou que trabalham na unidade", destacou o delegado-geral.

 

Para articulação e planejamento das ações, o delegado-geral reuniu-se, na manhã desta sexta-feira (17), com o diretor administrativo da unidade hospitalar nas dependências do HGP. Na ocasião, o chefe da Polícia Civil do estado conheceu um pouco da rotina da unidade de saúde e, juntamente com os delegados Anderson e Emerson, elaboraram o plano de ação que norteará a atuação da força de segurança dentro do Hospital Geral de Palmas, durante todo o mês de abril ou até quando se fizerem necessárias.

 

Para o delegado-geral, a presença da Polícia Civil dentro do HGP, propiciará, além de mais segurança a pacientes e servidores, mais paz social e comodidade, principalmente, para mulheres, idosos e crianças, que são mais vulneráveis às ações de violência. "Essa força-tarefa visa garantir que todos os frequentadores, sejam pacientes ou acompanhantes e toda a equipe médica e clínica, que é formada em sua maioria por mulheres, se sinta mais segura e tenha a tranquilidade necessária a fim de exercer suas funções e possam ter sua dignidade preservada durante o tempo que passam em seu local de trabalho", ressaltou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.