Mulher de detento é presa com quase R$ 10 mil em notas falsas na capital

Segundo a Polícia Civil, dinheiro era enviado de São Paulo e suspeita recebia as cédulas via Correios.

Publicado em: 25 de Maio de 2019
Foto Por: Divulgação/Polícia Civil
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Notas falsas foram apreendidas em Palmas

Uma mulher foi presa nesta sexta-feira (24), em Palmas, após ser flagrada recebendo quase R$ 10 mil em notas falsas. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita, que é companheira de um detento, recebia as cédulas enviadas de São Paulo através dos Correios.

As investigações da polícia apontaram que as encomendas de dinheiro falso eram entregues no endereço da mulher, no setor Lago Sul. As centenas de notas falsas apreendidas totalizaram R$ 9,990 mil.

De acordo com o delegado Evaldo de Oliveira, equipes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) estavam monitorando um possível recebimento de notas falsas em Palmas.

Nesta sexta (24), os agentes descobriram que pacotes com as cédulas iriam chegar em uma agência. Os policias confirmaram a informação, foram ao endereço da mulher, descrito nos envelopes, e a acompanharam ao local onde os pacotes tinham chegado. Ela abriu os envelopes que estavam cheios de notas de diferentes valores.

Segundo a polícia, parte das cédulas estava escondida dentro de um livro. Ao todo foram apreendidas 160 cédulas de R$ 5 reais, 163 notas de R$ 10 reais, 38 cédulas de R$ 20 reais, duas notas de R$ 50 reais, e 17 notas de R$ 100 reais. No segundo envelope havia 35 notas de R$ 100 reais, 30 notas de R$ 50 reais.

Após o flagrante a mulher foi levada à delegacia e a perícia confirmou que as notas não tinham validade. A suspeita foi ouvida, confessou o crime e informou que o dinheiro falso seria entregue ao companheiro dela, que está preso. Disse ainda que ele era responsável por repassar as notas e que ela não não concordada com a ação.

As notas foram apreendidas e serão submetidas ao segundo teste, que deve comprovar as suspeitas de falsificação. O caso será investigado pela Polícia Federal.

G1 entrou em contato com os Correios e aguarda um posicionamento.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.