PF cumpre mandados contra grupo suspeito de invadir sistema da Caixa e dar prejuízo de R$ 15 milhões no seguro-desemprego

Grupo supostamente invadia o sistema da Caixa Econômica e modificava dados de desempregados. São 14 mandados de buscas e prisões em três estados e no Distrito Federal.

Publicado em: 04 de Setembro de 2019
Foto Por: PF/Divulgação
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Polícia Federa cumprindo mandado em casa

Uma operação da Polícia Federal foi iniciada nesta quarta-feira (4) para desarticular um grupo suspeito de invadir o sistema da Caixa Econômica Federal e realizar fraudes para receber o seguro-desemprego ilegalmente. Estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão e seis de prisão temporária. Um servidor público também deve ser afastado da função pública. As ordens judiciais são cumpridas no Tocantins, Pará, Maranhão e Distrito Federal.

 

A ação policial foi chamada de Operação Mensageiro. De acordo com a Polícia Federal, são 40 homens cumprindo os mandados expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas.

 

Os mandados estão sendo cumpridos em Palmas, Gurupi e Oliveira de Fátima, além de Parauapebas (PA), Canaã dos Carajás (PA), Imperatriz (MA) e Brasília (DF).

 

A investigação da PF apontou que o grupo criminoso invadia os sistemas da CAIXA e alterava o endereço de cidadãos que estavam recebendo regularmente o seguro-desemprego. Depois solicitavam um novo cartão do cidadão, que era enviado para o endereço inserido pelo grupo.

 

Os criminosos supostamente cadastravam novas senhas em casas lotéricas e faziam saques do seguro. As investigações apontam quase 12 mil endereços alterados na CAIXA pela organização criminosa. A suspeita é de que o prejuízo possa chegar a R$ 15 milhões ao Fundo de Amparo ao Trabalhador- FAT.

 

Os investigados devem responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato majorado, corrupção ativa e corrupção passiva. As penas podem chegar a mais de 26 anos de prisão.

 

A operação foi chamada de Mensageiro porque a quadrilha supostamente recrutou um funcionário dos Correios, responsável pela entrega irregular dos cartões.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.