Brasil vai recusar ajuda do G7; Dinheiro da Caixa e BNDES podem evitar apagão. Jornais de terça (27)

Veja quais são as notícias de destaque nos matutinos brasileiros

Publicado em: 27 de Agosto de 2019
Autor: G1
Fonte: G1

Os principais jornais do país destacam, em suas primeiras páginas, que o governo brasileiro vai rejeitar a ajuda financeira milionária proposta pelas nações mais ricas (G7) para combater as queimadas na Amazônia. A informação foi adiantada pelo blog do Camarotti.

Realizada na cidade de Biarritz, na França, a reunião terminou com acordo para que as maiores economias do mundo liberassem US$ 20 milhões de dólares (aproximadamente R$ 83 milhões) para reforçar o auxílio ao Brasil na tentativa de conter o avanço do desmatamento. O presidente Jair Bolsonaro criticou a oferta e indagou: “o que eles querem lá?”, questionou, sobre o anúncio da ajuda financeira.

A Folha de S.Paulo informa, por exemplo, que, durante a reunião da cúpula do grupo, o presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu o debate sobre atribuir um “estatuto interno” à Amazônia para evitar que um país da região tome alguma atitude que prejudique a floresta.

Macron afirmou ainda que pretende levar, em setembro, o tema à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) por ser um fórum mais adequado à questão. “Brasil vai recusar ajuda do G7 para a Amazônia”, destaca a manchete da Folha.

Ainda sobre a declaração de rejeição à ajuda oferecida pelo G7 ao Brasil, O Globo revela que, para o Planalto, a política de preservação da Amazônia deve se restringir aos países sul-americanos e que a ajuda externa só seria aceita sem condicionantes.

Segundo o matutino, o governo avalia lançar um grupo de trabalho com os EUA para construir uma política ambiental conjunta e adotar ações “drásticas” contra os incêndios.

O Globo compara algumas ações políticas de Bolsonaro às de Donald Trump. O jornal diz que, desde que iniciou o seu governo nos EUA, Trump adotou uma série de medidas para desmontar a política ambiental implementada por seu antecessor, Barack Obama.

O matutino diz que, assim como o líder norte-americano, Bolsonaro também foca seu discurso no desenvolvimento da economia. “Brasil recusa ajuda do G7 para a Amazônia”, sublinha O Globo no título principal.

O Estado de S.Paulo destaca, na sua manchete, que governo quer que Caixa e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) antecipem o repasse de dividendos permitidos por lei, de 50% e 60%, no primeiro semestre.

A informação é a de que o montante pode chegar a R$ 13 bilhões e deve ser usado para liberar parte das despesas federais contingenciadas, que hoje estão em R$ 34 bilhões, e impedir o que o governo chama de “apagão” em ministérios e órgãos federais.

Segundo o jornal, o Ministério da Economia espera R$ 9 bilhões do BNDES e R$ 4 bilhões da Caixa. Com a medida, informa o Estadão, o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer evitar pedido para que o Congresso mude a meta fiscal deste ano, que prevê a possibilidade de déficit de até R$ 139 bilhões. “Guedes quer R$ 13 bi de Caixa e BNDES para evitar ‘apagão’”, revela o Estadão,

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.