Com release na rua, Fenepalmas ainda não tem local nem financiamento garantido

Presidente da Acipa garantiu ao T1 que é apenas um "pequeno impasse", mas release teve que ser retirado do ar. Fenepalmas não tem local garantido ainda e parece que nem o dinheiro...

Publicado em: 14 de Maio de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: T1 Notícias
Fonte: T1 Notícias
Reunião que definiu o local e data do Fórum Internacional de Administração

Uma saia justa enorme aconteceu ontem quando a assessoria de comunicação da Acipa divulgou e as redações de portais começaram a publicar um release sobre a Fenepalmas, evento tradicional que movimenta o empresariado palmense anualmente.

 

De imediato, assim que a notícia circulou chegou a informação de que o Parque do Povo já estava reservado na mesma data para dois eventos simultâneos. O encontro do Fia – Fórum Internacional de Administração e em seguida a Feira do Empreendedor, evento de organização e promoção do Sebrae.

 

Ou seja: A Acipa não reservou o espaço para o seu evento. Indo atrás de apurar o assunto e diante da informação de que, de fato, não havia autorização para a utilização do Parque do Povo, falei com o próprio presidente da entidade, Joseph Madeira, que confirmou: “há um pequeno impasse com a prefeitura, mas que deve ser resolvido nos próximos dias”. O impasse é que o espaço está ocupado.

 

Na programação do município para o parque do Povo ocorre um grande evento de engenharia e arquitetura, para o qual será instalada uma mega infra estrutura, em fase de licitação.

 

Esta mesma infra-estrutura deve ser relocada em parte pelo CFA – Conselho Federal de Administração e pelo Sebrae. 

 

A tempo, Sebrae e Conselho Regional de Administração, representados pela comissão organizadora do FIA, presidente do CRA, Francisco Costa, Superintendente do Sebrae,  Moisés Gomes, vice-presidente do Conselho Federal, Rogério Ramos (que aliás foi quem articulou para que o evento viesse para Palmas), sentaram-se com a prefeita Cinthia Ribeiro para tratar do evento. Onde estava a Acipa? Não participou.

 

“O problema é que o presidente da entidade é vaidoso, quer pegar carona no evento dos outros e comandar”, disse ao T1 Notícias ontem, uma fonte envolvida no processo e que não quis ser identificada.

 

Numa reunião entre representantes do FIA e Sebrae com o presidente da Acipa, Joseph Madeira teria dito que já agendou com o governo do Estado uma audiência para pedir os R$ 700 mil dos quais precisa de financiamento para o projeto da feira. Um projeto muito bonito, conta quem viu, mas que não foi bem planejado pois o evento tradicional este ano está sem local e sem recursos confirmados para sua realização.

 

Consultado, o governo não confirmou até o final do dia de ontem que haja previsão orçamentária para tanto. Ou seja, caminha para um fiasco, um evento tradicional.

 

A pressa em divulgar como resolvido um assunto que está pendente provocou surpresa de uns e desagrado em outros.

 

Parênteses.

 

Na reunião ocorrida no Sebrae a porta fechadas, manifestando um desejo dos presentes para que não houvesse registro, Moisés Gomes teria dito:


- Joseph, eu não quero uma foto nessa sala. Estamos conversando sobre o assunto, não tem nada aqui decidido, e depois não quero ver na imprensa algo que não é.

 

Fecha parêntese.

 

Coisa parecida ocorreu com o encontro do presidente da Fieto, Roberto Pires. Recebeu o presidente da Acipa para uma conversa institucional e teve fala divulgada no release que tratou o evento como questão resolvida.

 

Ontem ao falar com o T1 Notícias, Madeira argumentou que o FIA e a Feira do Empreendedor são dois eventos que ocorrerão dentro da programação da Fenepalmas. Parece que não é bem assim. A parceria foi discutida, mas faltou à Acipa fazer o dever de casa: garantir o local e pelo visto, também o dinheiro.

 

Os dois eventos estão planejados e garantidos. Já a Fenepalmas nem tanto assim.

 

Madeira quis ser conforme se comenta nos bastidores, “o prefeito” do evento. Faltou combinar com os russos.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.