Governo nomeia novos delegados regionais após exonerações polêmicas; veja nomes

Vladmir Bezerra de Oliveira assume a delegacia regional de Araguaína que era comandada por Bruno Boaventura. Medida também extinguiu cinco delegacias regionais do interior.

Publicado em: 06 de Dezembro de 2018
Foto Por: SSP/Divulgação
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Novos delegados regionais foram nomeados nesta quarta

O Governo do Tocantins publicou na noite desta quarta-feira (5) os nomes dos novos delegados regionais do estado. A lista foi divulgada após as polêmicas exonerações em novembro, apontadas pela categoria como uma tentativa de interferência do Palácio Araguaia em investigações. A delegacia regional de Araguaína, principal foco da polêmica, será comanda por Vladmir Bezerra de Oliveira.

Bezerra estava lotado em Tocantinópolis desde setembro de 2017. Ele faz parte do grupo que assumiu as funções após o concurso mais recente da Polícia Civil.

A medida do governo também extinguiu cinco delegacias regionais, em Alvorada, Pedro Afonso, Araguatins, Arraias e Miracema. Elas foram fundidas com outras regionais.

O delegado Bruno Boaventura, que abriu uma investigação contra a família do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), segue trabalhando em Araguaína, na Deic.

Veja os nomes:

Delegacia-Geral da Polícia Civil: Rossílio Correia

Diretor de Polícia da Capital: Raimundo Claudio de Paula Batista

Delegacia Regional de Araguaína: Vladmir Bezerra de Oliveira

Delegacia Regional de Tocantinópolis/Araguatins: Tiago Daniel de Morais

Delegacia Regional de Gurupi/Alvorada: Alcindo Augusto Celestino de Souza

Delegacia Regional de Porto Nacional: Pedro Henrique Félix Bernardes

Delegacia Regional de Guaraí/Pedro Afonso: Adriano Carrasco dos Santos

Delegacia Regional de Paraíso do Tocantins/Miracema do Tocantins: Bruno Monteiro Baeza

Delegacia Regional de Colinas do Tocantins: Olodes Maria Oliveira

Delegacia Regional de Dianópolis/Arraias: Márcio Duarte Teixeira

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.