Julgamento dos embargos de declaração do prefeito de Lajeado, Tércio Dias, é pautado para quinta-feira

Publicado em: 08 de Outubro de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo
Prefeito de Lajeado, Tércio Dias

Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pautou para quinta-feira, 10, às 10 horas, o julgamento dos embargos de declaração do prefeito de Lajeado, Tércio Dias (PSD). Este é o último recurso do gestor condenado por abuso de poder político e compra de votos, com decisão pela cassação e inelegibilidade já proferida pelo Pleno. Se mantido este entendimento dos juízes e desembargadores, novas eleições serão convocadas no município.

 

Relembre

 

A ação que pede a cassação foi movida pelo segundo colocado nas eleições de Lajeado de 2016, Júnio Bandeira. O que se apura é o abuso de poder político e compra de votos, uma vez que a ex-prefeita, Márcia da Costa, em que exercia seu segundo mandato consecutivo, teria iniciado um loteamento irregular (aproximadamente 250 terrenos), conforme a acusação, “com o único objetivo de distribuir a eleitores de forma indiscriminada, sem critérios sociais e desprovido qualquer legislação específica autorizadora, com a única finalidade de beneficiar eleitoralmente o prefeito eleito Tercio Dias e vários candidatos e vereadores”.

 

Não só o prefeito

 

Caso os embargos não sejam acolhidos também perderão o mandato e/ou terão os diplomas cassados: o vice-prefeito Gilberto Borges (PSC), o vereador eleito Adão Tavares (PTN), além de Thiago Pereira da Silva (PCdoB), Nilton Soares de Sousa (PSD), Ananias Pereira da Silva Neto (PPS) e Manoel das Neves Sousa Correa (Pros), todos suplentes do Parlamento municipal. A inelegibilidade também será decretada contra eles, bem como para a ex-prefeita Márcia da Costa.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.