Câncer de colo de útero: no caminho da extinção?

Publicado em: 26 de Setembro de 2019
Foto Por: Divulgação/Hey Paul Studios/VisualHunt
Autor: Bem Estar
Fonte: Bem Estar
O câncer de colo de útero pode deixar de ser um problema de saúde pública

 Podemos efetivamente conseguir que o câncer de colo de útero deixe de ser uma preocupação de saúde para as mulheres das futuras gerações?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a resposta a esta pergunta é “SIM, o câncer de colo de útero pode deixar de ser um problema de saúde pública”.

O câncer de colo de útero é hoje a quarta causa de morte por câncer mais frequente em todas as mulheres do mundo. Na região das Américas, segundo a OPAS (Organização Pan-americana de Saúde) em 2018 houve 1,8 milhão de mulheres diagnosticadas com câncer de colo de útero, e foram registradas 658 mil mortes por essa causa.

Tudo isso, segundo a OMS, poderia ter sido evitado.

Qual a estratégia da OMS para eliminar o câncer de colo de útero do cenário mundial?

1. Vacinação dos adolescentes

O câncer de colo de útero é causado por um vírus, o papiloma vírus, ou HPV. Há mais de 100 tipos desses vírus. Alguns são reconhecidamente mais cancerígenos. Existe uma vacina que eficazmente protege contra esse vírus cancerígeno.

No Brasil, a vacina protege contra 4 tipos de HPV que podem dar câncer de colo de útero, ânus, pênis, vulva, vagina e orofaringe.

A vacina é pública e gratuita, e está indicada para garotas de 9 a 14 anos e garotos a partir de 11 a 14 anos. São necessárias duas doses.

2. Diagnóstico Precoce e Tratamento Imediato

Quanto antes for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, melhor.

Por isso, recomenda-se que todas as mulheres que já tiveram ou têm vida sexual ativa, entre 25 e 64 anos de idade, façam regularmente o exame de papanicolau, que pode detectar o câncer em suas fases iniciais.

Se o câncer de colo de útero for diagnosticado precocemente, a chance de tratamento é próxima de 100%.

Importante saber:

  • O câncer de colo de útero desenvolve-se lentamente e, no começo, é silencioso. Isto é, não dá nenhum sinal clínico. Por isso o papanicolau de rotina é muito importante.

Atenção aos seguintes sinais:

  • Manchas de sangue entre os períodos de menstruação;
  • Sinais de sangramento após a menopausa;
  • Sangramento após a relação sexual;
  • Corrimento vaginal persistente, às vezes com mau cheiro.

Esses sinais podem indicar algum problema, dentre os quais o câncer de colo de útero. Procure um médico se você apresentar quaisquer um desses sintomas.

O câncer de colo de útero tem cura quando reconhecido no início. A vacina é extremamente eficaz, segura, está recomendada para jovens – garotos e garotas – e é gratuitamente distribuída na rede pública.

Portanto, a OMS, mais uma vez tem razão: o câncer de colo de útero pode deixar de ser um problema de saúde pública para as futuras gerações. Desde que nós façamos nossa parte, claro.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.