Centro de Saúde abre nesse sábado (24) para vacinar bebês com dose extra do sarampo

Centro no Taquari ficará aberto até as 17h e também realizará testes rápidos para detecção de HIV, Sífilis e Hepatites. Dose extra contra sarampo é para evitar casos da doença no estado.

Publicado em: 06 de Setembro de 2019
Foto Por: Raíza Milhomem/Prefeitura de Palmas
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Centro de Saúde no setor Taquari abre nesse sábado para vacinar contra sarampo

O Centro de Saúde da Comunidade do Jardim Taquari, região sul de Palmas, está aberto nesse sábado (24) para imunizar bebês, que têm entre 6 e 11 meses de vida, com a dose de vacina extra contra o sarampo. A medida é preventiva e visa intensificar a vacinação para evitar casos da doença. A unidade ficará aberta até às 17h.

 

Durante o sábado, as pessoas que estiverem com alguma vacina em atraso, poderão aproveitar a unidade aberta do Taquari para atualizar o cartão de vacina. Testes rápidos para detecção de HIV, Sífilis e Hepatites B e C, exames preventivos entre outros atendimentos de saúde serão realizados.

 

A dose extra do sarampo não está prevista no calendário regular, já que normalmente, a primeira só é aplicada após 12 meses de vida. A situação epidemiológica em outros estados fez com que o Ministério da Saúde desenvolvesse a ação.

 

A capital não tem registros de casos da doença. Mas com a intenção de prevenir, nesta sexta-feira, a Prefeitura de Palmas começou a vacinação em escolas, hospitais, hotéis da cidade, aeroporto e nos Centros de Saúde da Comunidade da Capital.

 

A imunização também será feita em pessoas com até 49 anos, que não têm comprovação que já receberam a dose da vacina.

 

Pelo calendário regular a primeira dose é aplicada aos 12 e 15 meses, mas a dose extra, considerada pelo Governo Federal como medida preventiva, não substitui as demais previstas no Calendário Nacional de Vacinação. De acordo com a enfermeira responsável pela Central de Vacinas de Palmas, Elaine Katzwinkel, a vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente de a criança ter tomado a dose zero da vacina.

 

Vale reforçar que o público-alvo da vacina (tríplice viral) já está contemplada na rotina vacinal das crianças a partir de 1 ano de vida até 29 anos, 11 meses e 29 dias.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.