Hospital Geral de Palmas opera com menor índice de ocupação da história

Novo fluxo de atendimento e planejamento estratégico na realização de cirurgias ortopédicas são apontados como causa

Publicado em: 24 de Agosto de 2019
Foto Por: André Araújo/Governo do Estado
Autor: Aldenes Lima/Governo do Tocantins
Fonte: Ascom
Atual índice de ocupação da unidade nunca havia sido registrado

Em 14 anos de funcionamento, o Hospital Geral de Palmas nunca havia operado com o índice de ocupação registrado nesta quinta-feira, 22. A unidade está operando com 84% de sua capacidade de ocupação, número celebrado pela gestão.

 

Segundo o diretor geral do hospital, Leonardo Toledo, o índice é resultado do novo fluxo implantado na unidade. "Nos últimos meses implantamos um novo fluxo, buscando ouvir todas as equipes, saber o que elas precisam para atender bem os pacientes e resolver o problema que os trouxeram à unidade. Isso tem otimizado a ocupação de leitos e dado celeridade aos atendimentos, resultando na redução do período de internação", destacou.

 

Outro motivo apontado pelo diretor é a primeira força tarefa de cirurgias ortopédicas realizadas em pacientes internados.

 

"Graças a esta força tarefa que está sendo realizada na unidade, que operou 122 pessoas no período entre o dia 12 e o dia 22 deste mês, conseguimos reduzir o fim da espera de muitos pacientes. Somente na última quarta, 21, tivemos 54 altas, número nunca visto no hospital", enfatizou.

 

O novo fluxo e o planejamento estratégico na realização das cirurgias ortopédicas são resultado do comprometimento da atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que está regularizando e aumentando os estoques de medicamentos, materiais e insumos para a realização dos procedimentos.

 

 "Temos focado nossos esforços na resolutividade das cirurgias, visando justamente o fim da superlotação do nosso hospital. Isso passa pelo abastecimento das unidades e o empenho das equipes multiprofissionais que também não medem esforços para atender cada vez melhor os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), no Tocantins", destacou Dr. Edgar Tollini, gestor da SES.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.