Prefeitura limpa terrenos sujos e multa proprietários em Botucatu

Desde publicação de decreto de emergência, 150 terrenos já foram limpos e o valor das multas aplicadas já passa os R$ 200 mil.

Publicado em: 04 de Fevereiro de 2019
Foto Por: TV TEM/Reprodução
Autor: G1 Bauru e Marília
Fonte: G1
Prefeitura de Botucatu limpa 29 terrenos e multa proprietários durante operação em combate ao mosquito da dengue

PoO prazo para que os donos de terrenos ou imóveis sujos em Botucatu (SP) fizessem a limpeza por conta própria já se esgotou. Desde o último dia 19, funcionários da prefeitura estão fazendo o serviço.

prefeitura publicou um decreto no dia 9 deste janeiro, que deixou a cidade em estado de risco para a saúde e permitiu que a prefeitura notificasse os donos dos imóveis para que fosse feita a limpeza das áreas. Quem não atendeu o pedido, a administração pública fez o serviço e multou o proprietário.

Segundo a prefeitura, nesse período já foram limpos 150 terrenos, o que corresponde a uma área de 40 mil metros quadrados de limpeza.

No total, somando as multas aplicadas, o valor já passa dos R$ 200 mil. A multa será de R$ 5,50 por metro quadrado, cerca de R$ 1,3 mil em um lote padrão de 250 metros quadrados, seguindo a lei municipal 2.482.

 

Bauru

 

Em Bauru, começa a valer a partir de quinta-feira (31) o decreto de estado de emergência feito pela prefeitura. O objetivo é conter a epidemia de dengue que já se instalou na cidade com 775 casos registrados.

Os donos de terrenos sujos têm 30 dias para fazer a limpeza desses locais. Quem não limpar, vai ser multado.

A Prefeitura informou que está dando prioridade de limpeza aos locais onde há maior incidência de casos de foco de dengue e escorpião.

As denúncias de terrenos públicos e privados poderão ser comunicadas à Ouvidoria Municipal pelo telefone (14) 3235-1156 ou pelo email ouvidoria@bauru.sp.gov.br.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.