Colégio da Polícia Militar recebe premiação: Escola Comunitária de Gestão Compartilhada

Colégio da PM é destaque no indicador de qualidade do aprendizado e recebe prêmio Escola Comunitária de Gestão Compartilhada.

Publicado em: 15 de Maio de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Lara Tavares/Governo do Tocantins
Fonte: Ascom
Equipe do Colégio da PM, Unidade I

Na tarde desta segunda-feira, 13, o Colégio da Polícia Militar do Estado do Tocantins - Unidade I recebeu, no auditório do Palácio Araguaia, o prêmio: Escola Comunitária de Gestão Compartilhada, que é um reconhecimento da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), pelo excelente resultado da escola no IDEB-2017, que é um indicador de qualidade do aprendizado nas escolas.

Além do reconhecimento, a escola levou ainda um prêmio no valor de 10 mil reais. Na ocasião, o CPM (Unidade I) participou também do lançamento oficial do Selo: Quem Educa, Faz. Um projeto inovador que premiará vários agentes de destaque no contexto escolar.

O selo reconhecerá o mérito de educadores pela contribuição dada à melhoria da qualidade da educação básica, por meio do desenvolvimento de experiências pedagógicas e de apoio às práticas bem-sucedidas. Para participar e concorrer ao prêmio, os educadores farão suas inscrições online no site da  Seduc, podendo concorrer em duas categorias. 

Segundo o major Miron Martins da Silva, diretor do CPM I, "o Colégio da Polícia Militar do Estado do Tocantins conta com uma excelente equipe de servidores, professores dedicados, alunos comprometidos que fazem a diferença na escola. Essa premiação é resultado de um projeto político pedagógico alinhado ao currículo do estado, que faz com que a escola tenha bons índices de aprendizagem, essa política de valorização nos motiva e nos impulsiona a ir a busca de melhores resultados", destacou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.