Cresce o número de motoristas embriagados ao volante nas rodovias federais do TO

Em seis meses, 136 pessoas foram flagradas dirigindo sob efeito de álcool. No mesmo período do ano passado foram 115 motoristas ou motociclistas.

Publicado em: 15 de Julho de 2019
Foto Por: Divulgação/PRF
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Cresce o número de condutores embriagados

O número motoristas embriagados nas rodovias federais do Tocantins cresceu entre 2018 e 2019 de acordo com o comparativo referente ao primeiro semestre.

 

Conforme o levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), dos 9.736 testes realizados neste ano, 136 apontaram positivo. No mesmo período do ano passado foram 115 pessoas flagradas conduzindo o veículo embriagadas. O aumento é de 18%.

 

A PRF informou que no primeiro semestre do ano passado foram feitos 5.192 testes do bafômetro. Os policiais acreditam que o aumento foi registrado após as equipes adquirirem um novo equipamento, que aprimorou as técnicas de fiscalização.

 

Diferente do teste do bafômetro, o novo dispositivo eletrônico também consegue detectar a presença de partículas de álcool presentes perto da boca dos motoristas.

 

Assim, colocando o aparelho em uma distância de 10 a 15 cm dos condutores que se recusarem soprar, é possível ter ideia se houve ou não a ingestão.

 

Segundo a PRF, "a forma ativa continuará sendo utilizada para aferir, através do sopro, a quantidade de álcool existente no organismo do motorista".

 

A PRF lembra que conduzir veículo após ter ingerido bebida alcoólica é crime. A situação pode causar sérios acidentes de trânsito.

 

O condutor flagrado em estado de embriaguez ao volante é autuado em R$ 2.934, além de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação. O documento com autorização para dirigir também pode ser suspenso.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.