Crescimento no número de homicídios e tentativas preocupa polícia em Palmas

Nos seis primeiros meses do ano foram 35 assassinatos, 12 mortes suspeitas e 18 tentativas de homicídio. Maio foi um dos meses mais violentos.

Publicado em: 12 de Julho de 2018
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Palmas teve quase 50 mortes nos seis primeiros meses do ano

O crescimento no número de mortes suspeitas e de assassinatos em Palmas está preocupando a Polícia. Maio, um dos meses mais violentos do ano até agora, teve cinco homicídios. No primeiro semestre inteiro foram 35 assassinatos, 12 mortes suspeitas e 18 tentativas de homicídio.

 

Em todo o ano de 2017 foram 61 homicídios e 16 casos não esclarecidos. No primeiro semestre daquele ano foram nove tentativas de homicídio.

Os dados são do Sistema Nacional de Estatísticas de Segurança Pública e Justiça Criminal. O delegado responsável por investigar os casos em Palmas, Guido Camilo, disse que está montando um banco de dados para tentar entender o motivo do aumento.

"Percebendo esse aumento a gente tem trabalhado junto com a Diretoria de Polícia da Capital e também com a Diretoria Geral, recebendo todo o apoio possível para a gente reestruturar a DHPP" disse ele.

 

Relembre casos

 

Em maio, um adolescente foi apreendido suspeito de matar a própria mãe durante um ritual de magia negra. Ele continua internado em um centro para menores infratores. A namorada dele, que teria ajudado no crime, responde em liberdade.

No fim de junho, uma família de ciganos foi atacada a tiros. Uma pessoa morreu e outras quatro ficaram feridas. Parentes das vítimas foram presos após trocar tiros com a Polícia Militar. Eles estariam planejando uma vingança quando a PM chegou ao local.

Em abril, um jovem de 26 anos foi executado após pedir água em um condominio na região sul da cidade. A vítima era servidor temporário da Prefeitura de Palmas e estava no horário de almoço. Existe a suspeita de que o crime esteja ligado com o tráfico de drogas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.