Finais estaduais dos Jets definem primeiros medalhistas em modalidades individuais

Publicado em: 24 de Agosto de 2019
Foto Por: Elias Oliveira/Governo do Tocantins
Autor: Núbia Daiana Mota/Governo do Tocantins
Fonte: Ascom

As competições da etapa final dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) começaram nesta sexta-feira, 23, em Palmas, com a participação de mais de 1,2 mil alunos de escolas públicas e particulares, de 90 municípios tocantinenses. Os atletas, com idades entre 12 e 17 anos, buscam o título estadual nas modalidades individuais.

Estão sendo disputadas as modalidades de vôlei de praia, badminton, judô, xadrez, tênis de mesa, ciclismo, ginástica rítmica, natação e atletismo. As provas ocorrem até sábado, 24, quando serão conhecidos os representantes do estado para o nacional: os Jogos Escolares da Juventude, que acontecem em novembro em Blumenau (SC).

O aluno da Escola Estadual Indígena Tektor, de Tocantinópolis, Josué Fernandes Apinajé, de 17 anos, está se despedindo das competições dos Jets. Nos dois anos anteriores, ele foi medalhista e tenta o terceiro título no arremesso de peso. "Tinha vontade de participar desde os 10 anos. Comecei no futsal, aí o professor percebeu que eu tinha força nos braços e me chamou para o atletismo. Acho muito bom o esporte. Faz bem para o corpo e para a mente", frisou.

O estreante Marcos Emanuel Lima Pereira, do Colégio Estadual Leônidas Gonçalves, de Araguatins, foi um dos primeiros a garantir a medalha de ouro no arremesso de peso. Segundo ele, o título de campeão estadual é o resultado de uma rotina de treinamento intenso. “Valeu a pena ter treinado pesado praticamente todos os dias. É muito boa a sensação de vitória”, revelou.

Na natação, Ana Beatriz Nunes de Oliveira foi a primeira colocada da categoria de 12 a 14 anos e já está classificada para os Jogos Escolares da Juventude. A aluna da Escola Municipal Henrique Talone tem 12 anos e pratica o esporte desde os 8 anos. Em 2018, ela foi campeã brasileira de Triatlo e Aquatlo na categoria de 10 e 11 anos.

Empolgada com o novo título, ela planeja os próximos passos para trazer mais uma medalha para o Tocantins.  “Estou muito feliz de estrear já com o ouro. Agora é intensificar os treinos, melhorar meu tempo e me preparar psicologicamente para representar bem o estado no nacional”, relatou.

Paralimpíadas Escolares

Os paratletas Sâmyla Vitória Silva e Dihaconis Oliveira, ambos de Palmas, também vão representar o Tocantins em competição nacional. Os dois estão com vaga garantida nas Paralimpíadas Escolares, que acontecem em novembro, em São Paulo (SP).

Sâmyla tem 16 anos, é aluna Escola de Tempo Integral ETI Almirante Tamandaré. Veterana nas Paralimpíadas, ela almeja chegar ao topo do pódio. “Ano passado fiquei com três pratas. Neste ano, vou dar o meu melhor para trazer o ouro para o Tocantins”, disse, determinada.

Dihaconis é aluno do Centro de Ensino Médio de Taquaralto e vai participar pela primeira vez das Paralimpíadas Escolares. “Acho que vai ser uma experiência muito boa. Vou treinar bastante para fazer um bom tempo e quem sabe ser campeão lá também”, contou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.