Gravada em Natividade, série "O Escolhido" da Netflix deve estrear em breve

A série "O Escolhido" é baseada na história mexicana Niño Santo, possui sete capítulos e traz no seu elenco principal a atriz Paloma Bernardi e o ator Renan Tenca.

Publicado em: 22 de Março de 2019
Foto Por: Reprodução Netflix
Autor: T1 notícias
Fonte: T1 notícias

O perfil da Netflix Brasil no twitter publicou uma foto com o elenco da nova série O Escolhido. A montagem que mostra os atores em frente a as ruínas da Igreja de Nossa Senhora dos Rosários dos Pretos, em Natividade, estava acompanhada da legenda que dizia "Mistérios dignos de Residência Hill, cultos esquisitos como Wild WIld Country, e tudo isso no meio do Pantanal. #OEscolhido vem aí."

 

A série O Escolhido é baseada na história mexicana Niño Santo, possui sete capítulos e traz no seu elenco principal a atriz Paloma Bernardi e o ator Renan Tenca.  A história gira em torno de três médicos que são enviados para um vilarejo no Pantanal para vacinar a população contra uma mutação do vírus da zika. Porém, eles acabam presos em uma comunidade que segue um líder que prega a cura por meio da fé, e não de medicamentos. Parte dos figurantes foi formada por moradores nativitanos trazendo mais naturalidade para a ambientação da série.

 

A série ainda não tem data de estreia, mas está prometida para chegar ao streaming ainda em 2019. Além de O Escolhido, Natividade também já serviu de cenário para outras produções, sendo a mais recente a novela das nove da TV Globo, O Outro Lado do Paraíso.

 

Para descobrir os segredos que encantam em Natividade, listamos abaixo cinco curiosidades sobre o município:

 

Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

 

O belo conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Natividade foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1987. A cidade faz parte do programa Monumenta, do Ministério da Cultura (MinC), que visa à recuperação e à preservação do patrimônio histórico brasileiro. 

 

Natividade se destaca pela sua charmosa arquitetura colonial, festas religiosas, folclore e gastronomia. Sua história começa no ciclo do ouro, por volta de 1734, quando ocorreu a ocupação da região por bandeirantes, escravos, mineiros, sertanistas, missionários e criadores de gado. Natividade chegou a ser um dos maiores arraiais da então Capitania de Goiás.

 

Os visitantes podem conhecer um pouco da história da cidade visitando o Museu Histórico de Natividade. No local, funcionava uma antiga cadeia, da época do Império. A construção abriga o Centro de Artesanato e Apoio ao Turista, a Oficina de Ourivesaria Mestre Juvenal, uma loja de comercialização de produtos artesanais, além de uma exposição permanente com artefatos encontrados na região.

 

Festas Religiosas

 

A religiosidade é uma importante marca de Natividade com festejos como a Romaria de Nosso Senhor do Bonfim, considerada a maior festa religiosa do Estado, e a Festa do Divino Espírito Santo de Natividade. A cidade guarda ainda as ruínas da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, construção iniciada pelos escravos no século XVIII, mas que não chegou a ser concluída.

 

Região das Serras Gerais

 

A região das Serras Gerais é conhecida como a nova rota turística do Tocantins. O local engloba além de Natividade, os municípios de Almas, Arraias, Aurora, Dianópolis, Paranã e Taguatinga (região sudeste do Estado).

 

As Serras Gerais fazem parte da maior cadeia de serras do Brasil e, além das maravilhas naturais, guardam tradições, arquitetura colonial, história e cultura como as Cavalhadas, as festas do Senhor do Bonfim e do Divino Espírito Santo, entre outras festas folclóricas e religiosas herdadas do colonialismo e da era do ciclo do ouro, como em Natividade, quando o município era grande produtor de joias.

 

Em toda a região, o ecoturismo é propiciado por uma profusão de rios, canyons, cachoeiras e cavernas. A Cachoeira Paraíso, em Natividade, possui diversas quedas d’água de médio e pequeno porte, em meio a pedras e paredões rochosos formando, ao longo do percurso, piscinas naturais de águas verdes e transparentes.

 

Em meio à fauna, à flora e outras belezas naturais, o visitante pode apreciar também os centros históricos de Natividade, Dianópolis e Arraias, que em suas ruas estreitas e muros de pedra construídos por escravos guardam memórias da história do Tocantins.

 

Joias

 

As joias de Natividade são famosas por sua tradição, seu design e sua originalidade. O conhecimento técnico vem sendo passado por várias gerações e promovendo a inclusão social de jovens, dando oportunidade a eles de construírem uma carreira e terem sua renda.

 

As joias artesanais de Natividade já foram reconhecidas em diversos projetos de apoio à cultura no país. Uma das técnicas que mais chama atenção nas peças é a filigrana, um trabalho ornamental herdado dos portugueses, feito de fios muito finos e pequeninas bolas de metal, soldadas de forma a compor um desenho. O metal é geralmente ouro ou prata, mas o bronze e outros metais também são usados.

 

Amor Perfeito

 

O famoso biscoito Amor Perfeito é feito de polvilho de mandioca tradicional. A receita foi criada há mais de cem anos e permanece a mesma. O biscoito ganha forma todos os dias em uma cozinha construída no quintal da casa da doceira Tia Naninha. O processo permanece artesanal com os biscoitos sendo moldados manualmente e assados em forno de barro. Na época da festa do Divino Espírito Santo, são feitos em forma de pomba e servidos de graça aos visitantes.

 

(Com informações do Governo do Tocantins)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.