Homem morre após sofrer disparo no rosto e cair de rede durante caçada; polícia suspeita de tiro acidental

Caso foi registrado em fazenda na zona rural de Araguaína, norte do Tocantins. Corpo do homem foi encontrado pelos amigos que estavam participando da caçada no dia seguinte.

Publicado em: 10 de Setembro de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins

Um homem de 43 anos morreu enquanto caçada na zona rural de Araguaína, norte do Tocantins. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita é de que ele tenha sido vítima de um disparo acidental da própria arma. Além de ser atingido no rosto, o homem ainda caiu de uma rede, em uma altura de aproximadamente 4 metros, e morreu no local.

 

O caso aconteceu durante a noite de sábado (7) em uma fazenda na zona rural de Araguaína. De acordo com a polícia, três homens estavam caçando no meio da mata e cada um deles fixou um ponto de espera. Eles ficaram separados por cerca de 500 metros um do outro, pendurados em redes e se comunicando por meio de rádios.

 

As testemunhas contaram à polícia que ouviram um tiro por volta das 19h de sábado e tentaram comunicação pelo rádio, mas a vítima não respondeu. Eles pensaram que a falta de resposta seria por um defeito nos equipamentos. Porém, no início da manhã de domingo (8) foram até o local e encontraram o corpo da vítima.

 

A Polícia Militar foi chamada e encontrou o corpo no chão. Segundo a PM, o homem estava pendurado em uma rede e sofreu o disparo, na face, com a própria espingarda calibre 36. O tiro feriu a mandíbula e saiu no crânio. Depois, a vítima caiu no chão e morreu.

 

Ainda conforme a polícia, a perícia esteve no local e tudo leva a crer que tenha sido de fato um disparo acidental. A arma também caiu no chão e foi encontrada com um cartucho deflagrado.

 

O corpo da vítima foi levado para o IML de Araguaína e liberado para a família. A Polícia Civil vai investigar o fato.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.