Livro Didático 2020: Tocantins é o único a registrar escolha em 100% das escolas estaduais

As Diretorias Regionais de Educação acompanharam o processo em cada uma das escolas de sua jurisdição, a fim de garantir que todas realizassem a escolha das obras mais adequadas à realidade local

Publicado em: 20 de Setembro de 2019
Foto Por: Márcio Vieira/Governo do Tocantins
Autor: ascom
Fonte: Ascom
Livros serão utilizados pelos estudantes das escolas públicas a partir de 2020

Uma forte mobilização organizada nas 13 Diretorias Regionais de Educação levou o Tocantins a ser o único da federação a finalizar o processo de escolha do Livro Didático, em 100% das escolas estaduais. Os livros didáticos escolhidos serão utilizados pelos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, a partir de 2020.

A seleção das obras, que fazem parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), é feita pelo sistema PDDE Interativo. A escolha passa pelo crivo de professores, coordenadores educacionais e diretores das redes públicas. O prazo definido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) terminou na terça-feira, 17. Muitos estados sequer concluíram o procedimento em metade das unidades escolares existentes.

No Tocantins, além de garantir que todas as escolas estaduais definissem as obras didáticas que serão usadas em 2020, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) também orientou as redes municipais quanto à importância da escolha.

"Durante todo o período de escolha, fizemos a articulação com as DREs, que são responsáveis por fazer o atendimento e esclarecer as dúvidas das unidades de ensino. Também mobilizamos as unidades municipais e nos colocamos à disposição para elucidar questões diversas", explicou a coordenadora Estadual do Programa Nacional Livro Didático, Andreia Cristina Campos.

Segundo ela, chegar aos 100% das escolas com a escolha finalizada "só foi possível graças ao empenho das técnicas do PNLD nas Regionais, que se reuniram com os diretores das unidades, articularam com escolas para garantir que os títulos escolhidos sejam os mais adequados para a nossa realidade", relatou.

Em Tocantinópolis, a DRE promoveu ainda formação com os coordenadores pedagógicos apresentando sugestões para análise das obras, a fim de assegurar que os livros didáticos estejam em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). "Foi uma iniciativa de grande relevância, pois nos orientou sobre como avaliar os livros conforme as diretrizes da BNCC", ponderou a coordenadora pedagógica do Colégio Estadual Raimundo Nonato Torres, do município de Cachoeirinha, Ete Leal Almeida de Sousa.

Nesta edição do PNLD, foram escolhidas coleções didáticas de língua portuguesa, matemática, língua inglesa, ciências, história, geografia, arte e educação física. As escolas puderam optar também por uma coleção de obras didáticas adicional, que engloba propostas pedagógicas e integram no mínimo dois componentes curriculares.

As escolas que não registraram a escolha no PDDE Interativo, no prazo definido, receberão obras definidas pelo próprio FNDE, sem possibilidade de troca dos títulos recebidos.  

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.