Médico é preso suspeito de armazenar pornografia infantil em computador

Prisão foi feita em Peixe, no sul do estado. Caso está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Cibernéticos de Palmas; operação foi chamada de Rede Sombria.

Publicado em: 19 de Junho de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Policiais e perito (mexendo no computador) analisaram arquivos encontrados no computador do médico

Um médico foi preso em flagrante pela Polícia Civil em Peixe, no sul do estado, suspeito de armazenar pornografia infantil. A prisão aconteceu no início da manhã desta quarta-feira (19) após a Polícia Civil cumprir um mandado de busca e apreensão na casa dele. A operação foi chamada de Rede Sombria.

 

A investigação está sendo feita pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos de Palmas. O médico começou a ser investigado após baixar arquivos de pornografia infantil no computador.

 

Os peritos encontraram arquivos no computador e a polícia informou que o médico será autuado em flagrante. A delegada Cinthia Lima informou que a ação faz parte da operação Luz da Infância.

 

"A delegacia monitorou um alvo que estava acessando grande conteúdo de pedofilia. Após o monitoramento, o alvo foi identificado e foi solicitado o mandado de busca domiciliar. Foi identificado o armazenamento do conteúdo no computador pessoal e ele será autuado em flagrante", disse a delegada.

 

Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente, adquirir, possuir ou armazenar fotografias e vídeos com pornografia envolvendo criança ou adolescente é crime. A pena pode chegar a quatro anos de prisão, além do pagamento de multa.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.