Servidora pública que morreu com a família após acidente em Goiás tinha acabado de sair de férias

Acidente aconteceu no norte de Goiás, neste fim de semana. Técnica de enfermagem trabalhava na Prefeitura de Palmas há 15 anos.

Publicado em: 15 de Julho de 2019
Foto Por: Arquivo Pessoal
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Rosilene Laranjeira e o filho morreram em acidente

Um acidente registrado neste domingo (14) em Nova Glória, na região norte de Goiás, deixou quatro pessoas mortas. As vítimas eram a servidora pública Rosilene Laranjeira, o marido, filho e mãe dela. O grupo estava em um carro de passeio que bateu de frente com um caminhão. De acordo com a Prefeitura de Palmas, a servidora tinha saído de férias no dia do acidente.

 

Morreram no acidente: Rosilene Laranjeira, Maurício Tomé da Silva Filho (marido), Francisca Gomes Laranjeira de Sena (mãe) e Edivaldo Sena Silva (filho). Outras duas pessoas ficaram feridas, mas não tiveram as identidades divulgadas.

 

De acordo com a Prefeitura de Palmas, a servidora era trabalhadora do Sistema Único de Saúde (SUS) de Palmas há mais de 15 anos. Ela exercia a função de técnica de enfermagem na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte e saiu de férias neste domingo (14), quando aconteceu o acidente.

 

"É com profundo pesar que recebemos a notícia da trágica e prematura partida da Rosilene, seu esposo, filho e mãe. Nos solidarizamos com as famílias e seus amigos, nos colocamos à disposição e pedimos a Deus que conforte seus corações e dê forças para transformar a dor da perda em esperança. Transmitimos os nossos mais profundos sentimentos de pesar", informou o secretário de Saúde, Daniel Borini.

 

Os corpos foram liberados pelo IML de Ceres e três estão sendo transportados para o Tocantins na manhã desta segunda-feira (15). Apenas o corpo de Maurício Tomé ainda aguarda remoção.

 

De acordo com a prefeitura de Palmas o velório e sepultamento serão realizados em Colinas do Tocantins, no norte do estado.

 

O acidente

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que as pessoas que se machucaram foram levadas para uma unidade de saúde de Ceres, também no norte goiano. O G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da cidade, por e-mail, às 6h38, e aguarda uma resposta sobre o estado de saúde dos pacientes.

 

Segundo a PRF, tudo indica que o acidente aconteceu quando o caminhoneiro foi desviar de uma carreta e invadiu a pista contrária, por onde trafegava o carro das vítimas. O motorista do caminhão não se machucou e passou por teste do bafômetro, que mostrou que ele não havia ingerido bebida alcoólica.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.