Setembro Amarelo: Secretaria de Saúde realiza palestras sobre valorização da vida

Publicado em: 12 de Setembro de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: Ascom
Fonte: Ascom

Setembro é o mês dedicado à campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. No Brasil, o setembro Amarelo, foi criado em 2015 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), e diversas ações são realizadas em prol da valorização da vida. A idéia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio e divulgar o tema alertando a população sobre a importância de sua discussão.

 

Em Gurupi, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf-AB) está realizando palestras nas unidades básicas de saúde para falar sobre o tema. Durante as palestras, as psicólogas alertam sobre a importância do diálogo, do saber ouvir e que a dor que pessoa possa sentir pode ser acalentada buscando ajuda profissional e até mesmo conversando com alguém.

 

O Nasf realizou palestra nesta terça-feira, 10, na Unidade Básica do setor Vila Íris e ainda estará em outras Unidades. No dia 17 de setembro palestra no Sesc Senac, às 8h30 e 14h com a Psicóloga Helloysa Chayane de Melo. No dia 18 palestra com a psicóloga Rejane Dionízio, no Centro comunitário do setor São José, às 18h e no dia 19, às 15h na UBS setor Casego. No dia 29, às 8h30, a psicóloga Ana Paula Antunes realizará roda de conversa com o grupo Desbravadores em parcerias com a Igreja Adventista Vila Independência, UBS's dos setores Pedroso, Waldir Lins e Jardim dos Buritis

 

Durante esse mês será realizado na UBS Vila Íris "acolhimento psíquico" nas segundas feiras das 7h30 às 11h, e às quartas-feiras na UBS Parque das Acácias.

 

O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) realizará nos dias 20 e 27, às 9h, blitzen educativas de promoção e valorização a vida, na avenida Goiás.

 

Se a pessoa que sente tristeza profunda e não quer conversar com alguém conhecido por causa da timidez, ou, medo de ser criticado e não compreendido, pode ligar no 188 e conversar anonimamente. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.