Sindicato dos servidores pede regularização do Brasilcard; empresa está em negociação

Os cartões foram bloqueados pela empresa após a dívida ultrapassar os R$ 5 milhões. Os servidores não tiveram o limite renovado em 16 de novembro por falta de repasse do governo

Publicado em: 23 de Novembro de 2018
Foto Por: Da Redação
Autor: T1
Fonte: T1
Cartões dos servidores foram bloqueados na semana passada Imagem Ilustrativa

Os servidores públicos do Estado, usuários do Brasilcard, continuam com os limites do cartão bloqueados. Conforme o Sindicato dos Servidores Públicos no Tocantins (Sisepe-TO), o governo do Estado havia informado que até o dia 20 a pendência estaria resolvida. O sindicato cobrou uma solução para o impasse no final da tarde de ontem, 22.

 

O presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, destacou que a dívida começou na gestão anterior, do ex-governador Marcelo Mirnada, e quem faz o uso do crédito tem 30% do salário descontado em folha, benefício utilizado por aproximadamente 7 mil servidores públicos do Tocantins.

 

Os cartões foram bloqueados pela empresa após a dívida ultrapassar os R$ 5 milhões. Os servidores não tiveram o limite renovado em 16 de novembro por falta de repasse dos valores consignados por parte do Governo do Estado. A empresa pontuou, na semana passada, que tentou, por diversas vezes, negociar os repasses dos valores, sem sucesso, e que notificou as secretarias gestoras do contrato sobre a suspensão dos serviços.

 

Em nota enviada ao T1 Notícias ontem, a Brasilcard informou que já está em negociação com o Estado para que os cartões dos servidores possam ser liberados o mais breve possível.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.