Tocantins adere à campanha contra Tuberculose e mobiliza municípios para estratégias de controle

Publicado em: 13 de Março de 2018
Foto Por: Divulgação
Autor: Ascom
Fonte: Ascom

A Secretaria de Estado da Saúde está mobilizando profissionais de saúde da rede básica para a realização de Campanhas de Intensificação de Sinais e Sintomas da Tuberculose, por ocasião do Dia Mundial de Combate à Tuberculose, comemorado em 24 de março.

As ações de vigilância propostas nos municípios estão acontecendo desde o dia 01 de março e vão se estender até o mês de abril, conforme estrutura local.

O intuito é alertar a sociedade civil sobre os sinais e sintomas e incentivar a procura pelos serviços de saúde; mobilizar os profissionais de saúde quanto à busca ativa de casos novos, realização de exames de escarro e realização de exame dos contatos entre os registrados; divulgar a oferta de tratamento completo no SUS e promover atividades de educação em saúde que favoreçam a redução do estigma e do preconceito que permeiam a doença.

 

Tuberculose

 

A Tuberculose é uma doença infecto-contagiosa causada por uma bactéria (Mycobacterium tuberculosis ou Bacilo de Koch) que afeta principalmente os pulmões, podendo afetar outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges.

Os sintomas são tosse seca contínua no início, depois com presença de secreção por mais de três semanas, cansaço excessivo, febre baixa geralmente à tarde, sudorese noturna, falta de apetite, palidez, emagrecimento acentuado, fraqueza e prostração.

A transmissão é direta, de pessoa a pessoa.

O doente expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o agente infeccioso e podem ser aspiradas por outro indivíduo contaminando-o.

O diagnóstico é feito pelo exame do escarro, chamado de baciloscopia de escarro ou pela Cultura para BK (Bacilo de Koch) ou pelo Teste Rápido Molecular pra Tuberculose/TRM-TB, totalmente GRATUITO.

O tratamento deve ser feito por um período mínimo de seis meses, sem interrupção, diariamente.

Os medicamentos possuem apresentação na modalidade de Dose Fixa Combinada/DFC, ou seja, os 4 medicamentos na primeira fase (2 meses) estão combinados num único comprimido e os 2 medicamentos na segunda fase (4 meses) estão combinados num único comprimido.

De acordo com o peso do paciente, calcula-se a quantidade de comprimidos a serem ingeridos.

O tratamento é gratuito e está disponível em toda a rede básica e hospitalar do Estado.

 

Prevenção

 

Utiliza-se a vacinação BCG, prioritariamente indicada para crianças de 0 a 4 anos não vacinadas, com obrigatoriedade para menores de 1 ano.

A prevenção também inclui evitar aglomerações, especialmente em ambientes fechados, mal ventilados e sem iluminação solar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.