Trator é tomado pelas chamas enquanto era usado para combater incêndio em fazenda no TO

Cerca de 30 agricultores e funcionários trabalham para controlar incêndio na zona rural de Monte do Carmo. Curral, cercas e plantações foram destruídas.

Publicado em: 10 de Setembro de 2019
Foto Por: Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Trator queimada estava sendo usado no combate às chamas em Monte do Carmo

Uma queimada de grandes proporções atingiu uma fazenda na zona rural de Monte do Carmo, região central do Tocantins, e causou destruição por toda a parte. Um trator que estava sendo usado no combate foi tomado pelas chamas. Desde este sábado (7), cerca de 30 agricultores e funcionários tentam controlar o fogo.

 

O produtor rural Luciano Mokfa, é um dos que ajudam no combate. Ele contou ao G1 que curral, cercas, brejos e plantações foram destruídos. "O fogo começou na serra do Carmo, passou pelos assentamentos e chegou até as fazendas. Estou há 26 anos no Tocantins e nunca teve um ano que ficou sem queimadas. O gado não foi atingido porque saímos cortando as cerca para eles fugirem".

 

Para que o fogo não se espalhe por outras propriedades vizinhas, todos se reuniram para ajudar no combate. Caminhões-pipas das fazendas estão sendo usados nos trabalhos.

 

"Hoje o dono da fazenda que estava no trator só não morreu porque conseguiu sair e o funcionário dele o ajudou. As chamas são altas, chegam a 15 metros de altura". A propriedade se dedica ao plantio de soja e milho.

 

Do início do ano até agora, 8.367 focos de incêndio foram registrados em todo o Tocantins, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

 

Neste sábado (7), o G1 mostrou a situação de uma área indígena destruída por um incêndio, em Lagoa da Confusão.

 

 A terra da etnia Krahô Kanela, onde fica a aldeia Lankrare, está sendo consumida pelo fogo há 11 dias. Segundo os moradores, uma brigada composta por cerca de 20 indígenas da etnia Xerente tentam controlar as chamas, mas sem sucesso.

 

As chamas avançam com maior rapidez por causa do tempo seco, baixas temperaturas, baixa umidade relativa do ar e ventos fortes.

 

Em apenas dois dias, 211 focos de calor foram registrados no Tocantins. Conforme a Defesa Civil, o estado é o que mais queimou no país em 48h. A maior concentração está em Lagoa da Confusão, região oeste do estado, com 990 focos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.