Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017

Notícias / Educação em Foco!

Quarta-Feira, 21 de Dezembro de 2016 VOLTAR

A EDUCAÇÃO E A DESESPERANÇA

Parafraseando o escritor Clayton Cleze “um homem morre quando perde a esperança”, percebo no olhar de nossos educadores esta triste realidade.  Mesmo sabendo que ora atuo na Educação estando a certa distância do cotidiano movimentado das salas de aula, me atrevo a refletir sobre este assunto.

Muito se fala em luta, em justiça, em isonomia, principalmente na classe de professores, que realmente é punida há décadas pela desvalorização e descaso. Mas como se pode lutar sem ter esperança? Como se pode trabalhar sem ter esperança? Todos os dias,  me deparo com colegas que reclamam da desvalorização da profissão e que até lutam pelas mudanças, mas explicitam um olhar vago e vazio, declarando, intrinsecamente que não acreditam que esta mudança virá. Já presenciei outros profissionais relativizarem a situação afirmando simplesmente: “ora, se você não está satisfeito, muda de profissão, estuda, é fácil”. Mas como? Amamos a nossa profissão, queremos permanecer em nossa área, precisamos apenas ser ouvidos e valorizados. Por outro lado, devemos permanecer de cabeça erguida. Não podemos engolir a ideologia do caos que a mídia quer nos impor. O mundo está mudando sim para melhor, existe espaço real para a esperança. Temos que ter esperança nesta mudança. Temos que resgatar esta esperança do fundo do nosso ser, precisamos crer na nossa força, precisamos acreditar que somos bons profissionais, precisamos nos valorizar primeiro para, assim, sermos valorizados. A Educação é um local de prazer profissional, jamais digamos o contrário. A Educação é um espaço de transformação de ideologias traiçoeiras e discrepantes. Tenhamos orgulho de nossa profissão, sempre, em qualquer lugar. Tenhamos a esperança em dias melhores, mais justos, que certamente virão. Declaremos em alto e bom tom as nossas vitórias cotidianas. Não baixemos nossas cabeças, lacemos esta desesperança para nossos alunos. Você aí, professor, que está lendo este texto é muito importante para promover toda e qualquer mudança que seja necessária. Acredite na sua capacidade, tenha esperança, pois quem se prepara, sonha e luta, na maioria das vezes, alcança!


Autor: 

Fonte:  
Imprimir

A EDUCAÇÃO E A DESESPERANÇA

Quarta-Feira, 21 de Dezembro de 2016

Parafraseando o escritor Clayton Cleze “um homem morre quando perde a esperança”, percebo no olhar de nossos educadores esta triste realidade.  Mesmo sabendo que ora atuo na Educação estando a certa distância do cotidiano movimentado das salas de aula, me atrevo a refletir sobre este assunto.

Muito se fala em luta, em justiça, em isonomia, principalmente na classe de professores, que realmente é punida há décadas pela desvalorização e descaso. Mas como se pode lutar sem ter esperança? Como se pode trabalhar sem ter esperança? Todos os dias,  me deparo com colegas que reclamam da desvalorização da profissão e que até lutam pelas mudanças, mas explicitam um olhar vago e vazio, declarando, intrinsecamente que não acreditam que esta mudança virá. Já presenciei outros profissionais relativizarem a situação afirmando simplesmente: “ora, se você não está satisfeito, muda de profissão, estuda, é fácil”. Mas como? Amamos a nossa profissão, queremos permanecer em nossa área, precisamos apenas ser ouvidos e valorizados. Por outro lado, devemos permanecer de cabeça erguida. Não podemos engolir a ideologia do caos que a mídia quer nos impor. O mundo está mudando sim para melhor, existe espaço real para a esperança. Temos que ter esperança nesta mudança. Temos que resgatar esta esperança do fundo do nosso ser, precisamos crer na nossa força, precisamos acreditar que somos bons profissionais, precisamos nos valorizar primeiro para, assim, sermos valorizados. A Educação é um local de prazer profissional, jamais digamos o contrário. A Educação é um espaço de transformação de ideologias traiçoeiras e discrepantes. Tenhamos orgulho de nossa profissão, sempre, em qualquer lugar. Tenhamos a esperança em dias melhores, mais justos, que certamente virão. Declaremos em alto e bom tom as nossas vitórias cotidianas. Não baixemos nossas cabeças, lacemos esta desesperança para nossos alunos. Você aí, professor, que está lendo este texto é muito importante para promover toda e qualquer mudança que seja necessária. Acredite na sua capacidade, tenha esperança, pois quem se prepara, sonha e luta, na maioria das vezes, alcança!

INFORMAÇÕES:
Autor: 
Fonte:  
Foto por:  
Link do Vídeo:  
ENQUETE

Você acha correto a obrigatoriedade das escolas executarem o Hino Nacional semanalmente ?

Miracaxi 2017 - 2º noite: Show com Claudia Leitte
19/07/2017 10:24
Miracaxi 2017 - 2º noite: Show com Claudia Leitte
Assistir Vídeo...

PUBLICIDADE 265x220
Publique seu Banner aqui...
Contato: Telefone: , Email: , Ou preencha o formulário de contato

Nos siga no Twitter              
Visite o nosso Blog              
Assista nosso Canal            
Copyright © 2017 - Portal LJ Todos os direitos reservados.