Domingo,
24 de Outubro de 2021

Publicado em 01 de Setembro de 2021 (Atualizado Há 2 meses atrás)

Meus Amigos e Minhas Amigas,

O Decreto 6257, de 14 de maio de 2021 editado pelo Poder Executivo Estadual estabeleceu que à partir daquela data poderia haver a retomada gradual das atividades educacionais presenciais em estabelecimentos públicos e/ou privados de Educação Básica e Superior com sede no Estado do Tocantins.

Ocorre que...

Em decorrência da pandemia esse retorno estaria sujeito aos Decretos Municipais, ou seja, dependeria de uma autorização das prefeituras para que a volta das aulas presenciais ocorresse.

Mais próximos a Miracema do Tocantins, os municípios de Miranorte, Rio dos Bois já autorizaram o retorno, sendo que Lizarda, Tocantínia e Lajeado informaram que o regresso acontecerá após o feriado de 07 de setembro.

Por que então Miracema não tem sequer previsão?

Devido a gestão que até o momento não autorizou e nem estipulou um prazo, e a explicação é de que as escolas não estão em boas condições, falta de equipamentos de proteção, necessidade de vacinação nos profissionais de educação, enfim, por falta total de condição, de estrutura.

Colocam até precatórios (dívidas) como causa, mas, todos sabemos que não existe prefeitura enxuta financeiramente falando, e todos que assumem devem estar preparados para os ônus e bônus de administrações anteriores.

Faz parte, mesmo que não devesse ser assim!

Até porque a educação tem fundo próprio...

FUNDEB  que é o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação que atende toda a educação básica, da creche ao ensino médio. ... Ou seja, o Fundeb tem como principal objetivo promover a redistribuição dos recursos vinculados à educação.

Portanto...

Não se trata de falta de dinheiro, o que deixa transparecer é que existe uma má vontade por parte da prefeitura municipal de Miracema cuja explicação só nos remete ao desejo de não gastar seja lá por qual motivo, mas, é bom deixar claro que, tal atitude é passível de punições pelos órgãos fiscalizadores, afinal, dinheiro da educação é para ser gasto em educação, mesmo sabendo que há gestores que " pegam " dinheiro dos fundos e aplicam em outras atividade, como por exemplo, folhas de pagamentos

Querer economizar com educação é apostar na ignorância pois, a Educação é um direito fundamental que ajuda não só no desenvolvimento de um país, mas também de cada indivíduo. ... Por meio da educação, se garante o desenvolvimento social, económico e cultural.

Passados...

Oito meses de gestão, sem gastos com transporte escolar, combustíveis, aluguel de veículos, manutenção, merenda e etc... não é razoável dizer que não tem estrutura para o retorno.

A educação tão vilipendiada em nosso país, em especial a miracemense nesse caso, nossos estudantes, nossas famílias é que devem pagar o pato?

Se formos analisar por esse prisma, as aulas presenciais na primeira capital não retornarão tão cedo, até porque esperar equacionar as dívidas de prefeitura é enxugar gelo.

A impressão que passa é falta de planejamento, pois, não acredito que as pessoas responsáveis pela educação em outros municípios que estão autorizando o retorno das aulas presenciais sejam mais capacitadas que as nossas. Ou são?

Finalizo afirmando que...

As aulas on line são importantes e tem seu valor, cumpriram seu papel, mas, já é hora de obedecendo as normas sanitárias serem substituídas pelas presenciais muito mais eficazes em todos os aspectos.

Essa é a minha Opinião!

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários